PUB
Recheio 2024 Institucional

AMP prevê novo alargamento do Andante ainda no primeiro semestre

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
A Área Metropolitana do Porto (AMP) estima que no “primeiro semestre” deste ano o alargamento do zonamento Andante chegue às estações de Santo Tirso, Paredes, Valongo, Espinho, bem como da Linha do Vouga.

Na passada sexta-feira foi formalizado o alargamento do Andante a seis estações localizadas em três concelhos da AMP – Trofa, Valongo e Maia. Em causa estão Travagem, Leandro, S. Frutuoso, S. Romão, Portela e Trofa. Os autarcas dos vários concelhos congratularam-se com o alargamento, apontando que este foi “muito reivindicado”.
Avelino Oliveira, da comissão executiva do Conselho Metropolitano do Porto, disse estar “muito satisfeito porque vão ser milhares de pessoas que vão beneficiar do alargamento”.
À margem da cerimónia, o responsável apontou à agência Lusa, ainda que vincando tratarem-se de estimativas, que no “primeiro semestre” deste ano o alargamento chegará quer mais a norte quer mais a sul.
“Temos algumas prioridades: desde logo a norte a continuidade daqui da Trofa até Santo Tirso. Chegar a Paredes a partir de Ermesinde [concelho de Valongo] e também incluir S. Martinho do Campo em Valongo. Já a sul, temos Silvado em Espinho, mas um dos grandes desafios é a Linha do Vouga”, referiu.
Relativamente à Linha do Vouga, que abrange os concelhos de Espinho, Santa Maria da Feira, S. João da Madeira e Oliveira de Azeméis, Avelino Oliveira confirmou as negociações entre a CP – Comboios de Portugal e a AMP.
“Está a ser trabalhado. É complexo porque o material circulante é diferente e as infraestruturas são diferentes, mas acreditamos que vamos conseguir. É entrar em terreno completamente novo. Não há nenhum operador do Andante nesses territórios. É muito difícil dar prazo porque pode haver implicações ao nível de investimento”, referiu.
Também na sexta-feira foi apresentada a nova imagem do Andante, marca lançada há 14 anos, tendo sido vincado pelos responsáveis da TIP-Transportes Intermodais do Porto que a troca de cartões será gratuita e pode ser feita a partir desta segunda-feira.
O presidente da TIP, Jorge Delgado, avançou que “até ao final do ano” conta implementar o Andante Mobile, uma solução desmaterializada que “permite viajar de forma prática e fácil”.
Na prática trata-se de uma aplicação que “substitui” o cartão Andante pelo telemóvel, algo que está a ser desenvolvido pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e pela TIP.
Ainda sobre a rede Andante, Jorge Delgado revelou que no primeiro ano de existência, em 2003, mais de seis milhões de pessoas utilizaram o Andante para viajar, quando este tinha 18 linhas e três operadores.
“Entretanto, em 2017, o Andante integra 138 linhas, 11 operadores públicos e privados e praticamente nove em cada dez viagens realizadas são viagens Andante”, referiu.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/novo-ano-nova-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=cpc&utm_campaign=sabebem&utm_term=leaderboardmobile