CIN - VinylMatt

Alojamento local no Porto com reservas até 90%

Alojamento local no Porto com reservas até 90%

Depois de dois anos atípicos, o mercado do Alojamento Local está a recuperar em força no Porto com reservas entre os 80% a 90% para os meses do verão e preços a aumentar entre 10% a 40% face a 2019.

Judite Carqueja, proprietária e gestora de 29 unidades de Alojamento Local (AL) no segmento de luxo na Avenida da Boavista contou em declarações à agência Lusa que os próximos meses de julho e agosto estão com reservas a rondar os 90%.

“Já estamos com quase 90% de ocupação em julho e agosto. O mercado do AL está a recuperar em força, com níveis idênticos aos de 2019 e com os preços ao mesmo nível ou, nalguns apartamentos de luxo, com preços superiores aos de 2019”, adiantou.

Ricardo Guerreiro, da Nomad City Flats, com 35 apartamentos em regime de Alojamento Local na baixa do Porto, com tipologias de T0 a T3, confirmou que este ano as reservas começaram a ter “um excelente desempenho” desde março e acredita que as perspetivas são idênticas para os meses de verão, que começa hoje e se prolonga até 23 de setembro.

“Todos os meses têm sido muito fortes, com taxas de ocupação superiores a 80% e a previsão é que no verão também ronde os 80% a 90% de ocupação”, revelou o responsável.

“Os preços estão superiores a 2019. O efeito da pandemia e da guerra fez com que haja uma maior procura”, frisou, afirmando que nalgumas tipologias, e dependendo da altura do ano, há aumentos de 30% a 40% face a 2019.

Dados da Câmara Municipal do Porto revelados à Lusa, entre janeiro e maio deste ano foram registados 648 AL, o que se traduz num total de 8.750 alojamentos locais na cidade, mais 2.117 face ao ano completo de 2019.

O mês mais forte de pedidos de registos de AL este ano foi o mês de maio, com 230. Em segundo lugar ficou o mês de abril com 153 pedidos de registos e em terceiro está o mês de fevereiro com 98.

Em 2020, o município contabilizava um total de 7.231 AL e em 2021 o número global registado foi de 8.102.

No que toca a pedidos de cancelamentos e cessações de AL, a autarquia avançou que recebeu 195 pedidos de cancelamentos e 485 cessações em 2020, o que dá um total de 680 AL que deixaram de estar no setor turístico.

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/diga-ola-ao-verao-com-a-sabe-bem/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=sabebem&utm_campaign=sabebem