PUB
PD- Revista Sabe bem

“Alma de Coimbra” entusiasma Casa da Música

“Alma de Coimbra” entusiasma Casa da Música
O Grupo Coral “Alma de Coimbra”, formado por antigos alunos da Universidade de Coimbra, deu um concerto na Sala Suggia, da Casa da Música, do Porto que entusiasmou a audiência que praticamente lotava a sala de espetáculos.

O coro, com dois trabalhos discográficos lançados, “Alma” e “Alma 2”, pretende divulgar, dentro e fora do país, os poetas, os autores, os intérpretes e a língua portuguesa.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
“Romagem à Lapa”, de Leonel Neves e Luís Goes, “Menina dos olhps tristes”, de Reinaldo Ferreira e Zeca Afonso, “Balada dos meus amores”, de Edmundo Bettencourt e Luís Goes e “Lágrima”, de Amália Rodrigues e Carlos Gonçalves preencheu o início da atuação do grupo, completada pela intervenção do tenor José de Eça, acompanhado ao piano por Augusto Mesquita.
Antes do intervalo o coro apresentou “Gaivota”, de Alexandre O’Neill e Alain Oulman, “A veia do poeta”, de Carlos Té e Rui Veloso, “Sei de um rio”, de Pedro Homem de Melo e Alain Oualman e “A gente vai continuar”, de Jorge Palma.
Na segunda parte, e depois de uma intervenção do grupo de guitarras portuguesas, o coro interpretou mais alguns temas de que se destacou “Foi Deus”, tema eternizado por Amália Rodrigues.
Desde a sua criação, em 2006, que o “Alma de Coimbra”, formado por um coro e por um grupo de guitarras, se tem restringido a tocar e cantar temas da lusofonia, mantendo assim aquilo que consideram uma missão de propagar e difundir a língua e cultura portuguesa. Tudo isto graças ao maestro, Augusto Mesquita, que é o autor de todos os arranjos corais de todos os temas interpretados.
O “Alma de Coimbra”, que ensaia uma vez por semana quando há disponibilidade por parte dos elementos, é agora composto por quatro gerações de músicos e já passou por vários países do mundo.
Dentro de dias o coro desloca-se a Madrid, onde vai dar um concerto no Colégio Oficial de Médicos e, quatro dias depois, a Barcelona, onde participa em Valls no concerto de encerramento do 10º aniversário da Associação “Amics de la musica de Valls”.
Em setembro dá um concerto no Grande Hotel do Luso e, no final deste mês, desloca-se à Polónia para participar no “Cracóvia Music  Festival” e para uma atuação em Varsóvia.
Em outubro dá um concerto em Abrantes, no Cine-Teatro S. Pedro e a Vale de Cambra para um espetáculo no Auditório Municipal, terminando a digressão de 2016 no Entroncamento.

Fotos: Sérgio Magalhães
img_9471_2
img_9488_2

img_9498_1

PUBLICIDADE

PUB
PD- Revista Sabe bem