PUB
Recheio 2024 Institucional

Alargado o prazo para apresentação de propostas às obras da Metro do Porto

Alargado o prazo para apresentação de propostas às obras da Metro do Porto

Os concorrentes às obras da nova Linha Rosa e do prolongamento da Linha Amarela do Metro do Porto têm agora até 23 de fevereiro para apresentarem propostas aos dois concursos.

Os avisos da prorrogação foram publicados sexta-feira em Diário da República (DR). Segundo o Notícias ao Minuto, a Metro do Porto espera responder, nesse novo prazo, a todos os pedidos de esclarecimento feitos pelos concorrentes pré-qualificados sobre os cadernos de encargos.

De referir que o anterior prazo para entrega de propostas era o dia 18 de fevereiro.

Segundo explicou fonte da Metro, esta prorrogação vai implicar que os prazos de início de obra e sua conclusão sejam também alargados por uma semana, admitindo que novos pedidos de esclarecimento possam levar a novos adiamentos.

Segundo a mesma fonte, para cada concurso foram pré-qualificados sete concorrentes.

Os concursos para as obras da nova Linha Rosa e o prolongamento da Linha Amarela foram lançados no início de abril, tendo o ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, apontado um prazo de três anos para a conclusão.

De acordo com o aviso inicial publicado no DR, o “prazo de execução do contrato” da construção da Linha Rosa do Porto era de 42 meses (quatro anos), com o valor base de 175 milhões de euros.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Já a obra de Vila Nova de Gaia, o prazo de execução previsto no DR era de 34 meses (dois anos e 10 meses), com o valor base de 95 milhões de euros.

Representando um investimento total de 307 milhões de euros, o prolongamento da Linha Amarela diz respeito ao troço entre Santo Ovídio e Vila d’Este, em Vila Nova de Gaia, e a Linha Rosa será feita entre os Aliados/Praça da Liberdade e a Casa da Música, no Porto.

No dia 21 de janeiro, na cerimónia de assinatura do contrato para aquisição de 18 novas viaturas para o Metro do Porto, as primeiras a receber em 2021, o primeiro-ministro afirmou que esperava adjudicar e iniciar “neste semestre” as obras das novas linhas do Metro do Porto.

“O prazo de entrega das propostas termina no dia 18 e, esperando que não tenhamos muitos incidentes de contencioso [entre concorrentes, no âmbito do concurso público], isso permitirá adjudicar a obra a tempo de ela se iniciar neste semestre de 2020”, afirmou António Costa.

No entanto, o presidente da empresa Metro do Porto, Tiago Braga, remeteu para o “segundo semestre do ano” o início das obras das novas linhas, que acrescentarão seis quilómetros e 10 milhões de novos clientes à rede.

Atualmente, o Metro do Porto opera em sete concelhos da Área Metropolitana do Porto através de uma rede de seis linhas, 67 quilómetros e 82 estações, tendo em 2019 ultrapassado os 71 milhões de clientes, de acordo com dados da empresa.

A frota atual da Metro do Porto é constituída por 102 veículos: 72 do tipo Eurotram e 30 do tipo Tram-train.

Em 21 de janeiro foi assinado o contrato para a aquisição, por 49,6 milhões de euros, de 18 composições à empresa chinesa CRC Tangsthan que permitirão disponibilizar mais 60 mil lugares diários.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
PUB
PD- Literarura Infantil