PUB
Recheio 2024 Institucional

Águias afastam gaivotas em Gaia e Porto

Águias afastam gaivotas em Gaia e Porto

As esplanadas de Vila Nova de Gaia e Porto contam atualmente com a presença de quatro águias-de-Harris, ativas sete dias por semana, para impedir o ataque das gaivotas.

Lúcifer foi a pioneira, em setembro de 2019, no hotel The Yeatman, a combater o aparecimento das gaivotas, tornando-se evidente que bastava a sua presença para afastar as aves marítimas.

Com o avançar do espaço e do tempo foi necessário aumentar a capacidade de resposta, indicou a representante da empresa falcoeira T Falcon, no Porto, em declarações à Lusa, de acordo com o notícias ao minuto.

De acordo com Joana Silva, as quatro trabalham “por turnos, sempre expostas, mas nem sempre a voar por ser extremamente cansativo para elas” e explica que, para este tipo de aves, “quatro horas de voo diário já é um trabalho muito bem feito”.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

O facto de terem de funcionar junto a multidões não “retira qualidade ao serviço das águias”, garante a responsável, esclarecendo que as águias-de-Harris são treinadas para ter uma habituação muito grande às pessoas, para que isso seja um reforço positivo. Para elas, estarem perante uma multidão é indiferente. O treino específico garante isso”.

A especialista em aves afirma que as águias “não atacam nem ferem as gaivotas, limitando-se a garantir que se afastam” e afiança que, “na maioria das vezes, basta estar no local para que as gaivotas voem para longe”.

Também o diretor de instalações do hotel The Yeatman, Duarte Almas, realça que “o efeito dissuasor” da presença das pequenas aves “tem sido grande” e que não possuem registo de “ataques das gaivotas” nos últimos tempos.

Fotografia: Facebook @tfalconmadeira

PUBLICIDADE

PUB
PD- Revista Sabe bem