PUB
Santander Saúde

Afinal, porque é que associamos o FC Porto aos dragões?

Afinal, porque é que associamos o FC Porto aos dragões?

Para quem nasce na Invicta, escusado será dizer que não faltam motivos para afirmar, orgulhosamente: sou do Porto! Não deixa de ter a sua graça que, em contexto de conversa, principalmente com quem não é de cá, a pergunta que se segue a esta resposta é: clube ou cidade?

Ora bem, clubismos à parte, a verdade é que o Futebol Clube do Porto é um clube altamente representativo da cidade Invicta. Confunde-se o nome: Porto. Confundem-se as cores: azul e branco. Mas… será que é só isso que se confunde? Vistas bem as coisas, quem somos nós para o incentivar a jogar no Euromilhões, no entanto, acredite, se a pergunta para primeiro prémio fosse esta, responder “não” ainda lhe valeria algum dinheiro!

Já pensou, por exemplo, porque é que associamos o Dragão ao FC Porto? É certo que se trata de um animal mitológico que representa a chama acesa de vencer, no entanto é muito mais do que isso. O Dragão faz parte da nossa história, enquanto cidade!

Remontemos ao século XIX, na altura do Cerco do Porto, onde se travaram as duras batalhas entre os liberais e os miguelistas. Na altura o Rei era D.Pedro IV, que sempre foi muito acarinhado pelo povo portuense. Numa batalha que demorou praticamente um ano e que exigiu toda a raça e resiliência que associamos às gentes do Norte, os tripeiros levaram a melhor, conseguindo defender o liberalismo de D.Pedro IV.

Em sinal de gratidão e da mais profunda lealdade à cidade que deu nome a Portugal, D.Pedro IV fez a promessa de que, quando falecesse, iria doar o seu coração ao Porto e aos portuenses. Atribuiu, até, a mais alta condecoração possível aos habitantes (Ordem de Torre e Espada), que fizeram do Porto, a cidade Invicta.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

No ano do seu falecimento, em 1837, a filha D.Maria cumpriu o grande desejo do pai, tendo acrescentado, por cima do brasão, um imponente Dragão, que simboliza a dinastia de Bragança, da qual D.Pedro fez parte.

No entanto, atenção! A simbologia do Dragão não acaba aqui. Como todos sabemos, para muitos portuenses, principalmente portistas, o FC Porto é um símbolo importante a nível nacional por ser uma espécie de “resistência” ao centralismo que, geralmente, se associa a Lisboa e, neste caso, aos principais clubes da capital.

Mais uma vez, o Dragão foi sinónimo de luta. No ano de 1940, o Estado Novo obrigou que todas as cidades retirassem do seu brasão qualquer tipo de referência à monarquia. Indiferente a isso, o FC Porto recusou abdicar do brasão original da cidade em que o clube é sedeado.

Por tudo isto, e ainda que quando se pense no Dragão, o nosso imaginário tende a fazer a associação ao FC Porto, esta trata-se de uma figura que significa muito mais do que futebol ou qualquer outra modalidade. O Dragão é o símbolo da resistência portuense e do seu espírito de superação perante a adversidade.

Foto: Reuters

PUBLICIDADE

PUB
Pingo Doce- Revista Sabe Bem