PUB
CMPorto

A história suspensa do fotógrafo Júlio Siza em Matosinhos

A história suspensa do fotógrafo Júlio Siza em Matosinhos

A Câmara Municipal de Matosinhos apresenta esta terça-feira o livro que reúne o essencial do trabalho artístico e documental de Júlio Siza

O bisavô do arquiteto Álvaro Siza Vieira foi um pioneiro da fotografia portuguesa e o seu trabalho, há muito remetido à sombra dos gavetões da família, vai finalmente ver a luz do dia.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

“Entre Viagens – A história suspensa do fotógrafo Júlio Siza”, o livro que resulta do trabalho de investigação, preservação e seleção levado a cabo por Teresa Siza, ex-diretora do Centro Português da Fotografia e irmã de Álvaro Siza, vai ser apresentado esta terça-feira, às 18h00, na casa do número 582 da Rua Roberto Ivens, em Matosinhos, onde o clã Siza viveu até ao início do século XXI.

Com um prefácio em que “Álvaro Siza Vieira recorda a gaveta da casa familiar onde se acumulavam as chapas fotográficas que Júlio Siza produziu em vários pontos do mundo, o livro, editado pela Câmara Municipal de Matosinhos, conta com um texto da investigadora Maria do Carmo Serén – que fará a apresentação da obra – e design gráfico de Andrew Howard”, pode ler-se em nota da autarquia.

Nascido em Braga, Júlio Siza andou por Georgetown, Belém do Pará, Manaus e Madeira, instalando-se em Matosinhos apenas nos seus últimos anos de vida, na segunda década do século XX. “O seu extraordinário arquivo ficou, deste modo, guardado na gaveta da casa que a Câmara Municipal de Matosinhos adquiriu para instalar provisoriamente a Casa da Arquitectura”.

PUBLICIDADE

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/novo-ano-nova-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=cpc&utm_campaign=sabebem&utm_term=leaderboardmobile