PUB
Recheio 2024 Institucional

90% cortam nas refeições fora de casa

Comer em restaurantes foi a primeira despesa em que os portugueses cortaram, sendo que a educação dos filhos foi a última.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Nos últimos dois anos, nove em cada dez consumidores reduziram o número de refeições fora de casa, 85% cortaram nos gastos com roupa e calçado e quase sete em cada dez reduziram na hora de fazer férias fora do país. Estas são algumas das conclusões de um estudo realizado pelo IPAM, que acrescenta que as áreas que sofreram menos com a crise foram as atividades de educação dos filhos e a alimentação em casa. De acordo com o inquérito, a austeridade mudou a gestão orçamental de quase todas as famílias portuguesas, sobretudo porque o rendimento disponível diminuiu (65%), mas também porque existe uma maior preocupação com o futuro (26%). De salientar que na hora de comprar bens alimentares, a qualidade interessa para 34% dos inquiridos, mas o preço é a principal preocupação para 20% dos inquiridos e as campanhas e promoções para 19%.
Para 2014, o otimismo é moderado, sendo que quase quatro em cada dez consideram que a situação irá melhorar, enquanto 36% acreditam que se irá manter. Já no poder de compra, quase metade dos inquiridos dizem que este deve continuar igual.

PUBLICIDADE

PUB
Prémio Literatura Infantil Pingo Doce