PUB
Prémio Literatura Infantil Pingo Doce

46 anos de Portugal na Bienal de Veneza em exposição na Casa da Arquitetura

46 anos de Portugal na Bienal de Veneza em exposição na Casa da Arquitetura

“Radar Veneza: Arquitetos Portugueses na Bienal de 1975-2021” poderá ser visitada na Nave Central da Casa da Arquitetura, em Matosinhos, a partir deste sábado, dia 8 de maio, e até 10 de outubro. Este fim de semana, a visita à exposição é gratuita. 

Com curadoria de Joaquim Moreno e Alexandra Areia, a mostra propõe uma “viagem reflexiva” dos últimos 46 anos da participação portuguesa na Bienal de Veneza.   

“Trata-se de uma representação de uma época da democracia. Estamos a falar de 1975 à atualidade. É um olhar bastante interessante sobre como Portugal se fez representar numa área que é a arquitetura e que é, talvez, a área do conhecimento que [mais bem] tem representado Portugal no estrangeiro”, disse o diretor executivo da Casa da Arquitetura, Nuno Sampaio, durante a conferência de imprensa de apresentação da exposição. 

De acordo com a agência Lusa, citada pelo Diário Imobiliário, o visitante da exposição “Radar Veneza”poderá apreciar 78 metros de cronologia colaborativa ilustrada e anotada, 24 desenhos levantados em estruturas metálicas, 120 imagens ilustrativas e 32 entrevistas a arquitetos que participaram nas bienais de Veneza, nomeadamante Álvaro Siza Vieira, Eduardo Souto Moura, Ana Neiva, Cláudia Neiva, João Onofre, Rui Furtado e Susana Ventura, entre outros.  

O programa paralelo da exposição contempla a realização de três debates, dedicados aos temas “Representação e Diplomacia”, “Memória e Arquivo” e “Seleção e Financiamento”.  

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

De destacar ainda as visitas guiadas pelos dois curadores da exposição, bem como o lançamento do catálogo “Radar Veneza”, com ensaios de Joaquim Moreno, Alexandra Areia e Léa-Catherine Szacka (arquiteta, crítica e especialista na Bienal de Veneza). 

Recorde-se que a Direção-Geral das Artes depositou na Casa da Arquitetura o acervo das representações portuguesas na Bienal de Arquitetura de Veneza e é sobre esse espólio que a exposição “Radar Veneza” é trabalhada, reunindo projetos de “alguns dos nomes mais considerados” na arquitetura portuguesa, explica a instituição.

No entanto, para Nuno Sampaio, a exposição é “uma reflexão” e não uma mera “representação do espólio” que a Direção-Geral das Artes depositou na Casa da Arquitetura. 

“Radar Veneza – Arquitetos Portugueses na Bienal 1975-2021″ ficará patente ao público até dia 10 de outubro. 

https://viva-porto.pt/arquigrafias-guido-guidi-e-alvaro-siza-casa-da-arquitectura/
PUBLICIDADE

PUB
PD- Revista Sabe bem