PUB
Recheio 2024 Institucional

27 escolas intervencionadas em Gaia

27 escolas intervencionadas em Gaia

Em Vila Nova de Gaia, 32 escolas terão intervenções para remover amianto. Segundo a Direção Geral de Saúde, “devido às suas propriedades o amianto teve, no passado, numerosas aplicações nomeadamente na indústria da construção, encontrando-se presente em diversos tipos de materiais tais como: telhas de fibrocimento, revestimentos e coberturas de edifícios, gessos e estuques, revestimentos à prova de fogo, revestimentos de tetos falsos, isolamentos térmicos e acústicos, entre outros”.

Desde janeiro de 2005 que foi proibida a comercialização e utilização deste produto segundo o Decreto-Lei nº 101/2005, de 23 de junho.

No total, a intervenção nas escolas têm um custo de aproximadamente 6 milhões de euros comparticipado em cerca de 2 milhões pelo Estado. Um “esforço financeiro do município que reflete, por um lado, a prioridade que atribuímos à educação, e, por outro lado, que é o produto de uma estabilidade económica e financeira que nos permite não apenas fazer as comparticipações nacionais, mas também ir mais longe”, indica Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara Municipal.

Das 32 escolas, 21 já viram esta intervenção concluída, 7 estão em curso e as restantes seguir-se-ão em breve.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

A par desta requalificação, o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, deslocou-se, a 7 de junho, a Vila Nova de Gaia, onde visitou três estabelecimentos de ensino, a Escola Básica das Devesas, a Escola Básica de Gervide e por último a Escola Secundária Gaia Nascente.

O ministro da Educação afirmou que quis, com esta visita, “homenagear Gaia e estas comunidades educativas e agradecer, de forma muito humilde, ao Município, lembrando que Gaia tem ido sempre mais longe do que aquilo que temos pedido aos municípios. E é desta colaboração que nós podemos, todos, ir mais longe”.

FOTO: CM Gaia

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz