Sabor do mês PD - carne

“Yellow Day”: Esta segunda-feira é o dia mais feliz do ano

Nesta segunda-feira, dia 20 de junho, comemora-se o «Yellow Day», o dia mais feliz do ano. Esta celebração está associada ao clima, uma vez que o aumento das horas de sol, a subida das temperaturas e as férias à porta melhoram o bom humor.

Assim, concluiu-se que a combinação do aumento das temperaturas, perspectiva de férias, remuneração extra e o horário de verão fez com que 20 de junho, o dia antes do início da nova estação, se tornasse o mais feliz do ano.
A felicidade está inevitavelmente ligada ao sorriso e aos risos, que podem alterar a produção de dopamina e de serotonina, ambas hormonas que melhoram de forma natural o nosso estado de espírito.

O riso melhora também o sistema imunitário, aumenta a resistência à dor e faz bem à saúde porque acelera o ritmo cardíaco e aumenta o fluxo de oxigénio no cérebro. Sorrir não é apenas benéfico para quem o faz, mas também para todos os que o rodeiam. Isto inclui as pessoas que partilham o mesmo local de trabalho, visto que de acordo com um estudo da Universidade de Pensilvânia, quando os trabalhadores sorriem, passam a sensação de serem mais simpáticos e competentes.

Referir que a origem do «Yellow Day» é atribuída ao psicólogo Cliff Arnall, que concebeu a fórmula matemática da «Blue Monday», o dia mais triste do ano, para realizar uma campanha publicitária.

Arnall considerou que se havia “um dia mais triste” também tinha de existir “um mais feliz”, e traçando a equação que mede o quão agradáveis são as temperaturas, as perspetivas de aproveitar as férias ou passar o tempo ao ar livre e a ligação com a natureza que o clima de verão nos permite, 20 de junho foi o dia certo para celebrá-lo.

Embora pareça contraditório que o dia mais feliz do ano seja a uma segunda-feira, a psicologia mostrou que não precisa de ser assim. À pergunta “Qual é o dia mais feliz da semana?” a resposta está longe de ser segunda-feira mas, e apesar de ser o dia de regresso ao trabalho, não é considerada por muitos como o pior dia da semana. Pelo menos não é pior do que terça, quarta ou quinta-feira, de acordo com um estudo publicado no The Journal of Positive Psychology.

O estudo refere que não existe uma grande diferença entre a felicidade que os trabalhadores sentem entre segunda e quinta-feira, pois ela só começa mesmo a surgir na sexta-feira e cresce exponencialmente no fim de semana.

O mesmo acontece com as pessoas reformadas, que apesar de não trabalharem também se sentem mais felizes no fim de semana, talvez pela oportunidade de nestes dias se encontrarem com a família, que está mais ocupada durante os dias de trabalho.

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/diga-ola-ao-verao-com-a-sabe-bem/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=sabebem&utm_campaign=sabebem