PUB
Philips S9000

Viana do Castelo aprova primeira verba de 150 mil euros para as festas da Agonia

Viana do Castelo aprova primeira verba de 150 mil euros para as festas da Agonia

É uma das festas populares mais aguardadas. A Câmara de Viana do Castelo aprovou, por unanimidade, a atribuição da primeira tranche de 150 mil euros para comparticipar a realização da romaria d’Agonia que irá decorrer entre 17 e 20 de agosto. A decisão foi aprovada  em reunião ordinária do executivo municipal.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

No final dos trabalhos, e questionada pela agência Lusa, a vereadora da Cultura, Maria José Guerreiro explicou que se trata do primeiro de dois montantes a atribuir à VianaFestas, entidade que organiza a romaria.
A responsável adiantou que a segunda tranche, cujo valor não está ainda estimado, será apresentada em junho.
Maria José Guerreiro disse que, em 2016, a autarquia atribuiu à VianaFestas “um apoio financeiro de 240 mil euros”.
A responsável explicou que a verba aprovada pelo executivo municipal destina-se a fazer face às primeiras despesas de realização daquela romaria.
“Pela primeira vez, no mês de abril, já temos o guião do cortejo fechado e nos armazéns da VianaFestas já se trabalha, em pleno, para esse ponto alto das festas”, sustentou.

Um concurso “trajado a rigor”
Até final deste mês está a decorrer o concurso para a conceção do cartaz da edição 2017 da romaria d’Agonia.
O traje à Vianesa, recentemente certificado, dá este ano o mote ao concurso em que “a beleza da mulher de Viana com o traje à Vianesa” é o primeiro de quatro temas a que devem obedecer os concorrentes.
Além do traje, os trabalhos que se apresentarem ao concurso devem transmitir o “espírito” da festa datada da primeira década do século XX, “a alegria e a vida” que a caracterizam e a Imagem da Capela da Senhora d’Agonia ou da santa padroeira dos pescadores.
Os concorrentes, nacionais e estrangeiros, podem participar individualmente ou em equipas, com duas propostas “inéditas e originais da autoria do candidato” que se destinem apenas para as festas.
O regulamento define ainda que “as propostas de cartaz pertencem à VianaFestas até à publicação das mesmas na exposição a ser realizada em agosto, durante as festas, e onde serão divulgados todos os trabalhos que se apresentarem a concurso”, sendo que “os autores não podem, até essa data, divulgá-los através de qualquer meio”.
Nos critérios de avaliação, o júri, composto por sete representantes de entidades de Viana do Castelo, vai premiar a “adequação e eficácia da mensagem ao tema do concurso, a originalidade e criatividade, a qualidade técnica e estética”.
O vencedor receberá um prémio pecuniário no valor de 500 euros e terá a sua criação espalhada pelo mundo para apresentar a maior romaria portuguesa.
No ano passado, segundo dados da VianaFestas, “mais de um milhão de pessoas passaram por Viana do Castelo nos três dias de festas da Senhora”.

PUBLICIDADE

PUB
Pingo Doce- Revista Sabe Bem