Santander Escolhas 2

Valongo pretende redução do IMI para 2022

Valongo pretende redução do IMI para 2022

A Câmara de Valongo irá apresentar, na reunião de Câmara desta quinta-feira, a proposta para a redução do imposto municipal sobre imóveis (IMI) em 2,5% para o próximo ano.

A Autarquia pretende “chegar à taxa de 0,35%, valor inferior ao praticado em 2013, ano em que se iniciou o atual ciclo governativo”.

José Manuel Ribeiro, presidente da Câmara de Valongo refere que “em tempos difíceis e de incerteza, este é um forte sinal de esperança que damos às famílias e às empresas. Esta redução dos impostos só é possível, fruto da gestão rigorosa dos recursos públicos que implementamos nos dois últimos mandatos e que nos permite abdicar de uma percentagem significativa de receita”.

Segundo o comunicado da autarquia, a “proposta de fixação das taxas de IMI para o ano de 2022 mantém as reduções em função do número de dependentes do agregado familiar: 20 euros (para um dependente), 40 euros (para dois) ou 70 euros (para três ou mais); bem como as majorações para imóveis degradados que não cumpram satisfatoriamente a sua função ou façam perigar a segurança de pessoas e bens (mais 30%), para prédios rústicos com áreas florestais em situação de abandono (para o dobro) e para prédios que se encontrem devolutos ou em ruínas há mais de um ano (para o triplo)”.

O mesmo texto esclarece ainda que será também aplicada a taxa reduzida de 1% para empresas que este ano tenham um volume de negócios inferior a 150 mil euros.

“É a ajuda possível e que estamos em condições de dar às famílias e às empresas do nosso concelho. Uma alteração radical dos impostos só serviria para comprometer a nossa capacidade de investir e de redistribuir os parcos recursos públicos de forma equilibrada e com justiça social”, salienta José Manuel Ribeiro.

PUB
 www.pingodoce.pt/responsabilidade/bairro-feliz/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=votacao&utm_campaign=bairrofeliz