PUB
CMPorto

Valongo com nova sala multissensorial para crianças com necessidades especiais

Valongo com nova sala multissensorial para crianças com necessidades especiais
Valongo dispõe de uma nova sala multissensorial dedicada a crianças com necessidades educativas especiais, um projeto que saiu vencedor do Orçamento Participativo Jovem (OPJ) mas que, além da câmara, envolveu a comunidade de Alfena.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

A nova sala multissensorial ‘snoezelen’ foi inaugurada na escola básica de Alfena, freguesia de Valongo, e vai servir a comunidade escolar, dando prioridade às crianças que frequentam a unidade multideficiência do Agrupamento de Escolas local.
A sala multissensorial tem como objetivo a estimulação sensorial e a diminuição dos níveis de ansiedade e de tensão dos alunos.
O projeto – que foi um dos vencedores da vertente escolar do OPJ de Valongo em 2016 e que foi proposto por quatro jovens – resulta dos 10.000 euros atribuídos pela câmara municipal e “da ajuda de empresas e pessoas de Alfena que acabaram por se envolver muito na causa”, indicou à agência Lusa o presidente da autarquia, José Manuel Ribeiro.
“A escola aproveitou a oportunidade e mobilizou-se. Fiquei contente com a concretização deste projeto porque apanhou o verdadeiro espírito do OPJ”, disse o autarca.
Em 2016 saíram vencedores do OPJ Valongo quatro projetos: dois de vertente escolar e dois de âmbito geral.
Para dia 17 de julho está reservada a inauguração de um monobloco na escola básica e secundária de Campo, estrutura que servirá as atividades da associação de estudantes.
Também o Grupo Dramático e Recreativo da Retorta, com a aplicação de uma teia técnica, e um promotor particular, com um projeto para implementação de um skate parque, saíram vencedores no ano passado.
O OPJ Valongo destina-se a jovens dos seis aos 35 anos de idade, visando “facilitar o seu envolvimento de uma forma mais construtiva e participada na comunidade, através da criação de um pensamento dinâmico e crítico, permitindo não só que apresentem ideias, mas também que as construam, debatam e concretizem”, descreve documentação sobre a iniciativa.
A Câmara de Valongo tem vindo a duplicar a verba atribuída, assim como o número de projetos vencedores, sendo que no primeiro ano foram disponibilizados 10.000 euros para a concretização de um projeto e este ano estão cabimentados 80.000 euros para oito projetos: quatro de âmbito escolar e quatro de âmbito concelhio.
O vereador da Educação, Orlando Rodrigues, revelou  que o OPJ Valongo 2017 recebeu 50 candidaturas e mais de 30 foram consideradas válidas.
A votação das propostas começa ainda este mês e a divulgação dos vencedores está agendada para 1 de julho no Fórum de Ermesinde.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

PUB
PD- Literarura Infantil