Santander Escolhas

Um ciclo de portas abertas no Cinema Trindade

Um ciclo de portas abertas no Cinema Trindade

A partir de quinta-feira, 16 de maio, e até ao dia 22, o Cinema Trindade vai acolher uma semana de cinema europeu que visa refletir sobre a ideia de Europa entre duas datas de particular relevância para a União Europeia: o 9 de maio, data em que se assinala o Dia da Europa, e o 26, altura em que terão lugar as eleições para o Parlamento Europeu. Estas reflexões terão como “pano de fundo uma das maiores crises enfrentadas pela União, o mais que provável Brexit”, indicam os promotores.

A mostra, cujo título – Europa 61 – faz uma alusão indireta a um dos filmes de referência do cinema europeu, “Europa 51” de Roberto Rossellini, bem como ao aniversário da União Europeia, que celebra este ano 61 anos de existência, “pretende comemorar a Europa enquanto identidade cultural, social e política através da exibição de 14 filmes”, todos eles importantes para a compreensão daquilo que é a Europa atualmente. As películas são provenientes de 14 países diferentes, a saber: Alemanha, Áustria, Croácia, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Irlanda, Itália, Polónia, Portugal, Reino Unido, República Checa e Roménia.

A ideia partiu da Representação da Comissão Europeia em Portugal e da EUNIC-Portugal, rede constituída pelos institutos nacionais de cultura e por algumas embaixadas da União Europeia, que decidiram associar ao evento o Porto/Post/Doc e entregar a curadoria ao programador Carlos Nogueira, que resumiu as intenções do programa da seguinte forma: «o que se pretende é pôr o público a falar de Europa através, sobretudo, de um punhado de bons filmes».

“Piazza Vittorio”, Abel Ferrara, é o documentário que marca a abertura da mostra, pelas 19h00. “O filme é um retrato contemporâneo da maior praça de Roma, coração da diversidade multicultural da cidade”. Destaque, também, para a estreia no Porto de “A Valsa de Waldheim”, filme de Ruth Beckermann, premiado no Festival de Berlim, “que documenta a controvérsia sobre a participação e papel desempenhado no regime Nazi durante a II Guerra Mundial por Kurt Waldheim, antigo Secretário-Geral da ONU”. O filme será exibido na sessão de encerramento, a 22 de maio, pelas 21h30.

A representar Portugal estará o documentário “Bostofrio, où le ciel rejoint la terre”, de Paulo Carneiro, rodado em Boticas, Trás-os-Montes, no qual o realizador procura respostas a alguns temas proibidos sobre o seu passado familiar.

Às 14 longas-metragens, somam-se ainda duas sessões de curtas: a primeira exibe os filmes resultantes da iniciativa “EU and ME”, realizados com base em ideias sugeridas por jovens através de telemóveis e selecionadas via concurso e a outra apresenta uma seleção dos filmes nomeados para os prémios BAFTA (Academia Britânica de Artes Cinematográficas e Televisivas) em 2018.

Importante referir que todas as sessões têm entrada gratuita.

PUB
www.youtube.com/watch?v=sGBN85XLjXI/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_campaign=natal