CMPorto

Teatro Municipal do Porto disponibiliza assinatura para seis espetáculos de dança

Teatro Municipal do Porto disponibiliza assinatura para seis espetáculos de dança

O bilhete Assinatura 6, que custa 40 euros e dará entrada a seis espetáculos de dança, vai estar à venda até 25 de setembro nas bilheteiras físicas do Teatro Municipal do Porto (Rivoli e Campo Alegre) e na Bilheteira Online (BOL).

OCD Love, Mal – Embriaguez Divina, For four walls + RainForest + Sounddance, Canzone per Ornella + Postcards from Vietnam, The show must go on, Chronicle + A Mesa Verde. São estes os espetáculos, incluídos no bilhete Assinatura 6, que poderá ver no Teatro Municipal do Porto (TMP), que retoma a sua atividade a 17 de setembro.

“Retomar Ligação” é o mote para a programação para a temporada 2020/2021, que será apresentada no dia 8 de setembro, às 19h, no Grande Auditório do Teatro Rivoli. A entrada será, como já é hábito, gratuita, mas, devido à pandemia, a sala vai estar limitada à lotação de 50%. No entanto, a apresentação ao vivo poderá ser acompanhada na rádio ou online, adianta a Câmara do Porto.

A nova temporada do TMP arranca com “A Vida Vai Engolir-vos”, de Tonán Quito. A peça divide-se em duas partes que podem ser vistas alternadamente no Rivoli (17 e 19 de setembro) e no Teatro Nacional São João – TNSJ (18 e 19 de setembro).

“Trata-se de uma maratona de dez horas de espetáculo, que consiste na adaptação e montagem de quatro das principais peças de Anton Tchékhov: ‘A Gaivota’, ‘O Tio Vânia’, ‘Três Irmãs’ e ‘O Ginjal’”, explica o portal de notícias da Câmara do Porto.

“Nós resolvemos, este ano, fazer um início de temporada duplo. O primeiro fim de semana é dedicado ao teatro, mas onde também apresentaremos a estreia, na Praça D. João I, ao ar livre, do espetáculo ‘Ready’, da Erva Daninha, e, no outro fim de semana depois, um espetáculo de dança internacional da companhia israelita L-E-V”, revelou à Lusa, em julho, o diretor do TMP, Tiago Guedes.

“OCD Love”, assim se intitula o espetáculo de dança da autoria dos israelitas Sharon Eyal e Gai Behar, fundadores da companhia de dança L-E-V, vai ser apresentado, pela primeira vez em Portugal, nos dias 25 e 26 de setembro, no Grande Auditório do Rivoli.

Em outubro, dias 29 e 30, o TMP apresenta a mais recente criação de Marlene Monteiro Freitas, “Mal – Embriaguez Divina”, que integra um ciclo especial de programação dedicado ao trabalho da coreógrafa e bailarina. Para além dos espetáculos, o ciclo contempla ainda várias sessões de cinema, conferências e workshops, num programa com curadoria da investigadora e crítica Alexandra Balona.

Destaque ainda para “For four walls”, “RainForest” e “Sounddance”, três peças que fizeram parte do programa apresentado pelo CCN – Ballet de Lorraine, em 2019, para assinalar o centenário de uma das maiores figuras da história da dança moderna, Merce Cunningham (dias 13 e 14 de novembro no Grande Auditório do Rivoli); e para “Canzone per Ornella” e “Postcards from Vietnam”, que marcam o regresso de Raimund Hoghe ao TMP (dias 14 e 16 de janeiro).

Em fevereiro, dias 12 e 13, o TMP acolhe o espetáculo de culto “The show must go on”, do coreógrafo francês Jérôme Bel, que se destaca pela sua veia política e provocadora.

Também em fevereiro, mas nos dias 19 e 20, a Companhia Nacional de Bailado estará no Rivoli com “Dançar em tempo de guerra”, um programa que reúne duas obras: “Chronicle” e “A Mesa Verde”, peças criadas na década de 30 do século passado pelos coreógrafos Martha Graham e Kurt Jooss.

PUB
Pingo Doce Sabe Bem

Viva! no Instagram. Siga-nos.