CIN - Branco Perfeito

Teatro Municipal do Porto vai ter codireção

Teatro Municipal do Porto vai ter codireção

Depois de Tiago Guedes deixar a direção do Teatro Municipal do Porto, o modelo de direção do Departamento de Artes Performativas da empresa municipal Ágora – Cultura e Desporto do Porto ficará a cargo de Cristina Planas Leitão, em codireção com outro elemento a selecionar através de concurso.

O anúncio foi feito esta terça-feira, dia 28, pelo presidente da Câmara do Porto, na conferência de imprensa de apresentação da temporada 22/23 do Teatro Municipal do Porto (TMP), no Rivoli.

Rui Moreira confessou que “depois de muito pensar sobre o assunto, e ter falado muitas vezes com o Tiago [Guedes] sobre esta questão, vamos implementar um modelo de codireção. Por um lado, vamos desde logo apostar numa pessoa da casa, a Cristina Planas Leitão, que foi programadora de artes performativas do DDD – Festival Dias da Dança. Vamos apostar, como se costuma dizer, na «prata da casa», que tem todas as qualidades para dar continuidade a este trabalho”.

Vai ser também aberto “um concurso para uma codireção. Não é um caso invulgar, há muitos outros teatros que têm codireções. Não nos esqueçamos que para além do Rivoli, temos o Campo Alegre e o Campus Paulo Cunha e Silva. Vamos abrir um concurso público internacional para a codireção do Departamento de Artes Performativas. Foi esta a decisão que eu tomei depois de ouvir também o Executivo, a administração da Ágora, um conjunto de pessoas com quem tive oportunidade de me aconselhar”, adiantou o presidente da autarquia portuense.

O modelo encontrado corresponde à “vontade política” de manter o rumo do projeto, assumiu Rui Moreira, frisando que “não faria sentido entrar em ruturas, isso seria não reconhecer o trabalho excecional que tem aqui sido feito. Queria deixar aqui a grande confiança que tenho na Cristina para dar continuidade a este trabalho”.

O presidente da Câmara Municipal do Porto revela ainda que será formado “um júri internacional, cuja constituição será divulgada dentro de poucos dias. Vamos abrir o concurso ainda antes do verão. Esperamos que haja um anúncio de short-list já em setembro, depois entrevistas, o anúncio de codiretor ou codiretora em outubro, e início de funções, o mais tardar, no dia 1 de janeiro de 2023”.

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/diga-ola-ao-verao-com-a-sabe-bem/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=sabebem&utm_campaign=sabebem