CIN Cináqua Ed. Limitada

Taxa de natalidade desce em Portugal

Taxa de natalidade desce em Portugal

A emergência de uma nova pandemia no mundo fez oscilar diversas taxas. Desde o desemprego, à mortalidade e à natalidade foram várias as subidas e descidas que ocorreram nos últimos meses e, naturalmente, em Portugal não foi exceção.

De acordo com um estudo conduzido pela Universidade Bocconi de Itália, a pandemia de covid-19 fez cair a taxa de natalidade bruta, em Portugal, em 6,6%. Uma tendência que foi acompanhada em países de “alto rendimento”, como Itália, Hungria e Espanha, que registaram, respetivamente, declínios de 9,1%, 8,5% e 8,4%.

A investigação, publicada na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, analisou um total de 22 países considerados de elevado rendimento, recolhendo dados mensais de janeiro de 2016 a março do corrente ano.

Para obterem resultados fidedignos, os investigadores utilizaram “modelos para contabilizar a sazonalidade e as tendências a longo prazo”, aperfeiçoando os mesmos, sempre que necessário. E, assim, verificaram a ocorrência de um “declínio significativo nas taxas de natalidade bruta para além do previsto pelas tendências do passado em sete países”.

Além de Portugal, Itália, Hungria e Espanha, o estudo mostrou que se registaram também quedas muito significativas na taxa de natalidade da Bélgica, Áustria e Singapura.

De referir que a maior pandemia do século passado, a chamada gripe espanhola, provocou, na altura, uma queda abrupta nas taxas de natalidade dos Estados Unidos da América, do Reino Unido, Índia, Japão e Noruega.

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/gastronomia-dos-acores-e-madeira-na-sabe-bem-de-outono/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=240921-ta5&utm_campaign=sabebem63

Viva! no Instagram. Siga-nos.