Bairro Feliz - PD

Tarifário dos elétricos históricos do Porto vai aumentar

Tarifário dos elétricos históricos do Porto vai aumentar

No próximo dia 1 de outubro, a Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP) vai aumentar o tarifário monomodal da rede de elétricos históricos da cidade.

A alteração em causa, segundo informação disponibilizada pela Câmara Municipal do Porto, vai aplicar-se apenas a “viagens pontuais”, que passam de 3,50 para 5 euros.

“O bilhete de «1 viagem» passará a ter o custo de cinco euros para adultos, sendo mantido o atual preço de 3,50 euros para crianças até aos 12 anos”, explica. O título de “2 viagens” vai sofrer também um aumento e passará a assumir, a partir de outubro, o preço de sete euros.

Por sua vez, as tarifas de bordo válidas para dois dias – 10€ para adulto e 5€ para criança – vão manter-se “inalteradas” e as crianças até aos cinco anos vão poder continuar a viajar gratuitamente nos elétricos da cidade.

“Os valores para utilizadores frequentes da STCP, portadores de assinaturas mensais Andante Porto., Metropolitano ou com as zonas PRT1 e/ou PRT2 incluídas mantêm-se sem alterações”, indica ainda autarquia.

Na nota divulgada, lê-se que os elétricos históricos do Porto são um ex-líbris da cidade que continuam a “fazer parte da vida dos portuenses e a encantar todos aqueles que visitam a Invicta”, tendo, inclusive, os “níveis de procura vindo a aumentar ao longo dos últimos tempos”.

No entanto, “tendo presente a relevância da sustentabilidade deste serviço e também considerando o alinhamento de preçários com serviços similares”, a empresa intermunicipal leva a apreciação do executivo da Câmara Municipal a proposta de aumento de dois dos títulos monomodais em vigor na rede de carros elétricos.

De referir que a aquisição destes títulos proporciona aos utilizadores descontos nas entradas do Museu do Carro Elétrico e que as assinaturas mensais Andante Porto., Metropolitano ou com as zonas PRT1 e/ou PRT2 incluídas são válidas para os elétricos históricos do Porto, podendo os seus portadores circular sem custos acrescidos, lembra a autarquia portuense.

Foto: Filipa Brito

PUB
 www.pingodoce.pt/responsabilidade/bairro-feliz/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=votacao&utm_campaign=bairrofeliz