Santander Escolhas

Restaurante Moutados

Restaurante Moutados

Com mais de 53 anos de história, o Grupo Moutados é um negócio familiar que atrai inúmeros visitantes a Vila Nova de Famalicão. Começou por ser uma tasca em 1969 que servia, entre outros pratos, “pataniscas e arroz malandro a quem por ali passasse”, mas rapidamente o negócio se estendeu até à abertura de uma residencial e mais tarde de um hotel.

Em 1989, os avós de Luís Bezerra, responsável pelo marketing, decidiram fechar a tasca e “compraram o espaço do outro lado da rua, onde é agora o Restaurante...

Ver Mais

Andreia Abreu

Andreia Abreu

“Sou uma mulher das letras”

As palavras tocaram, desde cedo, o coração e a vida de Andreia Abreu. Desde criança, num diário e, mais tarde, no jornal da escola, até à idade adulta, quando se licenciou em Jornalismo e Ciências da Comunicação e oficializou, assim, a sua entrada no mundo das letras. Um mundo que trata, literalmente, por “tu” e onde se tem destacado de forma primorosa.

Depois de vários anos ligada ao jornalismo, Andreia Abreu entregou a sua carteira profissional...

Ver Mais

“Andorinha”: a mais antiga locomotiva portuguesa está a ser restaurada

“Andorinha”: a mais antiga locomotiva portuguesa está a ser restaurada

Construída em 1856, em Inglaterra, por William Fairbaim &Sons, e adquirida em 1857 num lote de quatro locomotivas destinadas ao caminho-de-ferro do Leste (Lisboa-Elvas), a “Andorinha” é, ao que tudo indica, a mais antiga locomotiva portuguesa a vapor.

Entre outras funções, assegurou os primeiros serviços rápidos de Lisboa – Santa Apolónia a Vila Nova de Gaia e apoiou na construção das linhas do Minho e do Douro, tratando-se assim de um “símbolo nacional, regional e local”, como descreveu à VIVA! fonte do...

Ver Mais

Gaivota da Islândia passa inverno em Famalicão

Gaivota da Islândia passa inverno em Famalicão

Uma gaivota que foi anilhada na Islândia, em julho de 2019, apareceu há cerca de duas semanas nas Pateiras do Ave, uma paisagem protegida localizada na freguesia de Fradelos, em Famalicão.

Em comunicado, a Câmara Municipal refere que “a gaivota-de-asa-escura foi vista a beber água e a repousar nas margens do rio Ave com uma anilha em cada pata”.

Depois de uma pesquisa, os responsáveis pela área de estudo das Pateiras do Ave chegaram até ao Instituto Islandês de História Natural e tiveram a confirmação...

Ver Mais