Bairro Feliz - PD

Bens alimentares que mais aumentaram de preço com a guerra

Bens alimentares que mais aumentaram de preço com a guerra

Segundo a análise da Deco Proteste abastecer a despensa com bens alimentares essenciais pode hoje custar mais de 205 euros. Na nota publicada, no site, pela entidade, o cabaz de alimentos que monitorizam semanalmente é atualmente 22 euros mais caro do que no final de fevereiro, antes da invasão da Ucrânia pela Rússia.

“O preço do cabaz de bens alimentares essenciais registou uma subida de 0,53% (mais 1,07 euros) entre 25 de maio e 1 de junho, passando a custar um total de 205,98 euros”. Desde que a Deco iniciou esta...

Ver Mais