CIN - Branco Perfeito

Startup portuense considerada uma das 150 mais promissoras do mundo

Startup portuense considerada uma das 150 mais promissoras do mundo

A iLoF – Intelligent on Fiber, uma spin-off da Universidade  do Porto nascida no INESC TEC e atualmente incubada na Faculdade de Medicina (FMUP), está entre as 150 startups mais promissoras a nível mundial na área da saúde digital, no ranking elaborado pela CB Insights, uma empresa norte-americana especializada em análise de negócios.

“A iLoF, que está a ser acelerada na Oxford Foundry, pertencente à Universidade de Oxford, foi selecionada entre um conjunto de cerca de 8 mil startups e é a única com ADN Português...

Ver Mais

FMUP estuda forma personalizada de prever evolução da infeção

FMUP estuda forma personalizada de prever evolução da infeção

Um grupo de investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) está a estudar a implementação de uma ferramenta “baseada em medicina personalizada, rápida e de baixo custo”, para prever a evolução da infeção viral por Covid-19 nos pacientes.

A ideia é estratificar melhor os doentes, antecipando a sua evolução clínica, aponta João Tiago Guimarães, investigador da FMUP e líder do projeto.

“A ferramenta será construída na plataforma iLoF (intelligent Lab on Fiber) – uma...

Ver Mais

Empreendedores da U.Porto na lista "30 under 30" da Forbes

Empreendedores da U.Porto na lista

Os fundadores da Addvolt, iLof e Smartex integram a edição 2020 da lista dos jovens mais promissores da Europa elaborada pela prestigiada revista norte-americana.

São antigos estudantes da Universidade do Porto, criaram negócios de sucesso a partir da instituição e foram incluídos no ranking dos 30 melhores talentos europeus com 30 anos ou menos, o “30 under 30”, elaborado pela revista Forbes.

Falamos de Bruno Azevedo e Rodrigo Pires, cofundadores da Addvolt, Joana Paiva e Luís Valente, cofundadores...

Ver Mais

Tecnologia ‘made in’ U.Porto permite detetar células cancerígenas

Tecnologia ‘made in’ U.Porto permite detetar células cancerígenas

Uma equipa de investigadores de diferentes centros de investigação associados à Universidade do Porto criou um sistema inteligente baseado em fibra ótica (iLoF) que permite imobilizar, isolar e identificar células tumorais.

O potencial do dispositivo iLoF (Lab on Fiber) para identificar células cancerígenas com diferentes perfis foi recentemente publicado num artigo na Scientific Reports, uma das revistas científicas da “Nature”, de acesso livre.

Criado pelo Centro de Investigação em...

Ver Mais