Santander Escolhas 2

Sugestões 7 Dias

Sugestões 7 Dias

A VIVA! reuniu, novamente, várias sugestões no Grande Porto, para os próximos dias. Confira alguns dos eventos e opte por aqueles que mais lhe agradam…

Desfrute do seu tempo livre e vá até ao “Magical Garden”, no Jardim Botânico do Porto. “Alice in Magical Garden” é uma experiência imersiva que transporta os visitantes “numa aventura sensorial, mágica e improvável, entre o real e o imaginário, inspirada no universo de Lewis Carroll” e pode ser visitada até 30 de outubro.

Se gosta mais de filmes passe pelo Teatro de Campo Alegre e assista aos filmes de de Rainer Werner Fassbinder.  A iniciativa da responsabilidade da Medeia Filmes, evoca a figura carismática de um autor que influenciou várias gerações de cinéfilos.

CONCERTOS

Galicia Emerxe Xan Campos 29/09/2020

Xan Campos Trio
Xan Campos lidera há mais de 15 anos o seu projecto mais pessoal, Xan Campos Trio. Trata-se de uma proposta de jazz contemporâneo em contínua ebulição, considerada difícil de etiquetar, e que tem vindo a compartilhar com Horacio García no contrabaixo e Iago Fernández na bateria.
REALISMO é o terceiro disco da banda, depois de ORIXE CERO e ECTROPÍA, ambos elogiados pela crítica e pelo público, destacando a sua originalidade e um estilo próprio para além deste género musical. Com este novo disco, consolidam-se como uma das bandas mais estáveis na vanguarda do novo jazz deste século.
Local: Sala Porta-Jazz
Data: 8 de outubro
Hora: 19h00

Rui Tinoco
O músico e compositor apresenta no Novo Ático o mais recente trabalho “Then, Nothing Else Is Important”, editado em junho. Neste concerto, o público é convidado a percorrer os temas deste e do primeiro registo, “This is My Freedom”, que traduzem a visão de Rui Tinoco sobre temas transversais, quer de expressão emocional, quer do inerente amadurecimento desse mesmo processo. Mais do que um concerto de música contemporânea, configura-se num sincronismo entre a música e as narrativas visuais, projetadas através de vídeo, que permitem aos espectadores acompanhar de perto a visão do compositor a cada tema.
Local: Coliseu do Porto
Data: 9 de outubro
Hora: 18h00

John O’Gallagher/Masa Kamaguchi/Rob Garcia
Três músicos da mais atual e atraente oferta jazzística Nova Iorquina, cada um deles com um “palmarés” mais admirável que o outro, apresentam composições originais.
Inovador e exploratório é como O’Gallagher se destaca como saxofonista e compositor, tendo tocado com músicos como Joe Henderson, Maria Schneider, Kenny Wheeler, entre outros.
Kamaguchi, desde o Japão a Boston, NY, Barcelona, com diversas tours pelos EUA, Europa e Escandinávia, descreve brevemente o seu percurso pelo mundo, resultando numa rara versatilidade pelas suas múltiplas influencias e traduzindo-se num estilo muito intuitivo e particular. Tocou com músicos como Paul Motian, Toots Thielmans, Dave Douglas, entre muitos outros.
Garcia também se destaca como um dos melhores bateristas e compositores do panorama do jazz de NY, tendo várias obras como líder ou sideman com músicos como Joe Lovano, Sheila Jordan, Dave Liebman, Wynton Marsalis, Diana Krall, entre muitos outros, incluindo discos premiados nos Grammy Awards.
Local: Sala Porta-Jazz
Data: 9 de outubro
Hora: 19h00

João Donato com participação de António Zambujo
O Outono em Jazz recebe o quarteto de João Donato, músico pioneiro da bossa nova e um dos responsáveis por popularizar o jazz brasileiro no mundo. O pianista é fundador de grupos que marcaram a trajectória da bossa nova, tendo tocado também ao lado de grandes nomes internacionais. Nos EUA aproximou-se da música caribenha e dos seus desdobramentos sobre o jazz. Acompanhou João Gilberto em digressões, tendo lançado dois discos clássicos da música instrumental: Muito à Vontade (1962) e A Bossa Muito Moderna de João Donato (1963). Fez parcerias com várias estrelas da MPB e em 1996 regressou às edições discográficas com Coisas tão Simples. Em 2017 produziu um trabalho ao lado do filho, Donatinho, e lançou recentemente Síntese do Lance (2021) com Jards Macalé. Conquistou um Grammy Latino (2010) na categoria de Excelência Musical e o Prémio da Música Brasileira (2018) para o melhor álbum electrónico. No concerto do Outono em Jazz o quarteto de Donato convida o cantor português António Zambujo, também ele um apaixonado pela música brasileira, para partilhar o palco.
Local: Casa da Música
Data: 9 de outubro
Hora: 21h00

Jazz à Mesa – AP/João Pedro Brandão/Hugo Ciríaco Saxofone Tenor/Rui Teixeira Sax
Uma guitarra e três saxofones mais uma pedaleira de orgão são as ferramentas a serem usadas por este quarteto de veteranos do jazz e da música improvisada. O mote é o experimentalismo e a improvisação livre e embora a artilharia a apresentar seja de certa forma pesada, espera-se elegância e leveza nesta viagem conduzida por estes 4 vultos deste cenário musical que nos rodeia.
Local: Maus Hábitos
Data: 11 de outubro
Hora: 20h00

Dois Quartetos Sobre o Mar
Dois Quartetos Sobre o Mar (2022) assinala o aguardado regresso de Mário Barreiros aos discos de jazz. Figura incontornável da música feita em Portugal – do jazz ao pop-rock –, o baterista destacou-se ao longo dos anos não só como músico mas também como produtor. No Outono em Jazz apresenta este trabalho mais recente, realizado colectivamente com dois quartetos que, apesar de instrumentação idêntica, propõem atmosferas bem distintas: o Pacífico, “com uma toada mais contemplativa”, e o Abissal, “mais exploratório de águas densas e profundas”. Um mergulho no misterioso grande azul, guiado pela mão de músicos indispensáveis da cena jazzística nacional.

David Fonseca
Neste novo espectáculo, em que despontam canções mais recentes como o épico “Chasing The Light” ou o esperançoso “Live It Up”, a conjugação com os seus temas menos recentes é arrebatadora – uma performance fora-de-série, nunca se sabendo exactamente o que poderá acontecer a seguir. “Living Room Bohemian Apocalypse” é uma oportunidade única para uma viagem ao seu imaginário peculiar, para uma descoberta dinâmica e emotiva do que as suas canções sempre nos provocam, seja “Someone That Cannot Love”, “Kiss Me, Oh Kiss Me”, “Oh My Heart” ou a faixa que encerra o mais recente disco, o inesquecível “Falling Out Of Love”.
Local: Teatro Sá da Bandeira
Data: 12 de outubro
Hora: 21h30

Macy Gray + The California Jet Club
Agora, Macy Gray está numa nova fase da sua carreira. Juntamente com o teclista Billy Wes, o baterista Tamir Barzilay e o baxista Alex Kyhn, trio de músicos prodigiosos e todos multi-instrumentistas com carreiras que se alargaram da pop e do country ao jazz e ao punk, Macy formou os California Jet Club, grupo que lançou o fantástico The Reset.
O grupo já se apresentou em programas de grande audiência como Jimmy Kimmel Live e deixou claro que está pronto para o mundo: música de sólida fundação soul-R&B, aberta a distinguindo-se desde sempre como uma sólida intérprete ao vivo, Macy Gray faz agora aterrar o seu California Jet Club no Coliseu Porto Ageas, para uma fulgurante e imperdível estreia em que, à nova sonoridade do seu presente, juntará os seus maiores clássicos.
Local: Coliseu do Porto
Data: 13 de outubro
Hora: 21h30

EXPOSIÇÕES

Ajax et plures
Ajax et plures apresenta um conjunto de obras de João Paulo Feliciano (Caldas da Rainha, 1963) dos anos 1990 e 2000 pertencentes à Coleção de Serralves e uma obra inédita concebida para o campus da Universidade Católica Portuguesa no Porto. As obras apresentadas são representativas de momentos distintos do percurso do artista, revelando continuidades e ruturas que marcaram a sua prática artística ao longo dos últimos trinta anos.
Local: Universidade Católica Portuguesa – Porto
Data: até 1 de novembro

Joana Magalhães – Miragem
Nesta exposição – que é um dos projetos vencedores do Criatório 2021, promovido pela Câmara Munucipal do Porto – necessariamente oníricas, as obras apresentadas são como pedaços arrancados do inconsciente coletivo que se veem plasmadas no espaço expositivo e para as quais contribuíram autores como Dipesh Chakrabarty, Donna Haraway e Eduardo Viveiros de Castro.
A exposição apresenta três instalações compostas por peças de diferentes formatos (vídeo, escultura, som), criadas por Joana Magalhães, artista e performer que trabalha sobretudo na área do teatro. O seu trabalho é caracterizado por uma forte componente plástica e por um humor lúdico. A pesquisa sobre o fim e os seus discursos e a dicotomia trabalho-lazer têm ocupado grande parte da sua produção artística.
Local: Culturgest Porto
Data: de 8 de outubro a 27 de novembro

Perspetivas sobre “Uma Saúde”
No âmbito do objetivo do ICBAS de promover e divulgar o conceito ‘Uma Saúde’ (One Health) junto da comunidade académica e da sociedade civil, foi lançado, em março de 2022, o concurso de fotografia “Perspetiva(s) sobre Uma Saúde” para toda a comunidade U. Porto: atuais e antigos estudantes, não docentes e docentes. Este conceito reconhece as interligações entre humanos, animais e ambiente, e visa uma abordagem sinérgica e interdisciplinar dos desafios da área da saúde para otimizar os resultados obtidos.
O concurso teve como finalidade não só dar a conhecer esta abordagem holística da saúde, mas também fomentar e estreitar relações com vários parceiros culturais da cidade, integrado na estratégia de dinamização cultural da Universidade do Porto e do ICBAS.
Local: Centro Português de Fotografia
Data: até 30 de outubro

Jorge Pinheiro
A exposição Jorge Pinheiro: Obras da Coleção de Serralves apresenta um conjunto de obras abstratas que evidenciam as investigações do artista em torno de arranjos musicais, combinações cromáticas e formulações geométricas. A mostra inclui ainda a escultura Babel (2010/2017) que constitui a maior peça tridimensional do artista, produzida para a exposição monográfica Jorge Pinheiro: D’après Fibonacci e as coisas lá fora, realizada no Museu de Serralves em 2017.
Local: Espaço Corpus Christi, Vila Nova de Gaia
Data: até 15 de janeiro

A Luz da Infância
Na busca da luz da memória individual e coletiva dessas imagens fixas no tempo, encontramos o grande desafio de não apenas contemplá-las, vê-las, mas sobretudo de compreendê-las.
Através de cenas simples, do quotidiano entre os anos 1901 a 1969, é-nos revelada não só a beleza ímpar, suave, doce e até meio inocente da infância e da infantilidade, mas também a consciência de que para além da beleza estética existe o que não é belo, como as disparidades e problemas sociais, como trabalho infantil e institucionalização de crianças.
Local: Centro Português de Fotografia
Data: até 12 de março de 2023

ESPETÁCULOS

A Última Batalha
D. Juan I de Castela, após a sua morte continua a não querer largar o desejo louco de se tornar senhor de Portugal. Mesmo estando no purgatório, continua a batalhar criando um confronto entre o absurdo apego ao poder e a vida após a morte.
Com recurso a um engenhoso dispositivo cénico, a um enérgico teatro físico e a um conjunto de soluções criativas, o coletivo Leirena Teatro conta-nos a história de uma realidade alternativa, uma espécie de limbo que todos os eventos históricos de alguma forma produzem – o das possibilidades não concretizadas, deixadas em suspenso. Uma outra visão para a Batalha de Aljubarrota, um dos marcos decisivos da História de Portugal e uma peça fundamental no puzzle do imaginário coletivo português.
O espetáculo conta com música original e interpretação ao vivo de Surma.
Local: Coliseu do Porto
Data: 11 de outubro
Hora: 21h30

OUTROS EVENTOS

Sessão de Cinema e Conversa: Visita ou memórias e confissões
Filme apresentado no contexto do ciclo Um Filme Falado ou o Cinema e as Outras Artes, concebido por Anabela Mota Ribeiro. A sessão contará com uma apresentação e será seguida por uma conversa com a cineasta Catarina Mourão e o arquiteto Nuno Grande sobre a relação entre cinema e arquitetura.
Local: Auditório da Casa do Cinema Manoel de Oliveira
Data: 8 de outubro
Hora: 17h00

Conversas com Ciência
O Mar Mediterrâneo é ao mesmo tempo um “hotspot” de biodiversidade e um “hotspot” das alterações climáticas. Nas últimas duas décadas, eventos de mortalidades massivas, devidos a ondas de calor marinhas, foram observados ao largo da costa mediterrânea em vários países como França, Itália ou Espanha. Esses eventos afetaram em particular o “coralligeno”, uma das comunidades mediterrâneas com grande riqueza biológica e com uma importância particular tanto ao nível ecológico como económico. Depois de apresentar essas comunidades, vamos definir as causas das mortalidades massivas e os seus padrões de impactos ao nível geográfico e taxonómico. Apresentaremos diferentes programas de investigação dedicados ao conhecimento dessas alterações climáticas e ao desenvolvimento de medidas de conservação e de restauro.
Local: Serrlves
Data: 9 de outubro
Hora: 11h00

Masterclass John O’Gallagher
Para além de ser um músico e compositor de excelência, O’Gallagher demonstra também ter competências muito peculiares no contexto da pedagogia e do ensino. O seu percurso fala por si, até pelos mentores com quem estudou no Berklee College of Music de Boston, excelentes músicos e pedagogos como Joe Viola, Jerry Bergonzi e George Garzone. Recentemente editou um livro que intitulou de “Twelve-Tone Improvisation – A Method for Using Tone Rows in Jazz”, em que explora e relaciona métodos de composição e exercícios de improvisação.
Local: Sala Porta-Jazz
Data: 9 de outubro
Hora: 17h00

FILMES

Orfã: A Origem
Título Original: Orphan: First Kill
De: William Brent Bell
Com: Isabelle Fuhrman, Julia Stiles, Rossif Sutherland
Género: Terror
Classificação: M16
Outros dados: 99 minutos
A aterradora saga de Esther continua nesta emocionante prequela, “Órfã: A Origem”. Depois de planear uma brilhante fuga de um hospital psiquiátrico na Estónia, Esther viaja até a América passando-se pela filha desaparecida de uma família milionária. No entanto, após uma inesperada reviravolta, a mãe começa a desconfiar da “criança” assassina, e tudo faz para proteger a sua família.

A Fada do Lar
Título Original: A Fada do Lar
De: João Maia
Com: Joana Metrass, Dalila Carmo, Manuel Cavaco
Género: Comédia
Classificação: M14
Outros dados: 103 minutos
Vera, mãe solteira com dois filhos pequenos, é obrigada a ter dois trabalhos para sobreviver depois do pai dos seus filhos ter desaparecido em parte incerta. De dia é caixa num supermercado e à noite trabalha numa boîtede striptease, procurando assim não só criar os filhos como pagar as dívidas que o seu ex-companheiro lhe deixou. Assediada em ambos os trabalhos, um dia reage violentamente quando um cliente da boîte é mais atrevido, sendo condenada em tribunal a cumprir serviço comunitário num lar de idosos, onde a sua irreverência e juventude irá chocar com a autoritarismo e desumanidade da diretora. Para os idosos que vivem no lar, Vera é uma lufada de ar fresco que pouco e pouco irá mudar as suas vidas, transformando-se na verdadeira fada do lar…

A Mulher Rei
Título Original: The Woman King
De: Gina Prince-Bythewood
Com: Viola Davis, Lashana Lynch, John Boyega
Género: Aventura
Classificação: M14
Outros dados: 135 minutos
A extraordinária história de Agojie, a unidade de guerreiras amazonas que protegeu o reino africano de Daomé no início do século XIX com uma capacidade de uma ferocidade diferente de tudo o que op mundo já viu. Inspirado em factos reais, “A Mulher Rei” relata a jornada épica da General Nanisca enquanto treina a próxima geração de recrutas e as prepara para a batalha contra um inimigo determinado a destruir o seu modo de vida. Há coisas pelas quais vale a pena lutar…

Bandido
Título Original: Bandit
De: Allan Ungar
Com: Josh Duhamel, Elisha Cuthbert, Mel Gibson
Género: Ação
Classificação: M14
Outros dados: 126 minutos
Baseado na história real de ‘The Flying Bandit’, que ainda detém o recorde dos maiores e mais consecutivos roubos na história canadense. Robert Whiteman, um charmoso criminoso, escapa de uma prisão no Michigan e cruza a fronteira para o Canadá, onde assume uma nova identidade. Depois de se apaixonar por Andrea , uma carinhosa assistente social que ele não pode sustentar, Robert decide roubar bancos e descobre que é excecionalmente bom nisso. Folheando diferentes disfarces e viajando pelo país, ele chama a atenção da imprensa nacional que o rotula de ‘The Flying Bandit’.

Bem-Vindo ao Mundo dos Ogglies
Título Original: Smelliville
De: Toby Genke, Jens Møller
Género: Animação
Classificação: M6
Outros dados: 85 minutos
À procura de um novo lar para viver, os Ogglies descobrem Smelliville, uma bela e pacífica cidade. Infelizmente, Smelliville tem um problema: o pivete provocado pelo depósito de lixo local. Já não há turistas e os residentes pouco saem de casa. Algo tem de acontecer! Quando Max, o filho do presidente da câmara, e a sua amiga Lotta conhecem os Ogglies na lixeira, percebem que estes são a solução para o problema mal-cheiroso de Smelliville: eles comem lixo! Finalmente instalados, os Ogglies descobriram não só um novo sítio para habitar, mas também um novo propósito. Estaria tudo a correr bem… mas a mãe de Max e um empreiteiro sem escrúpulos têm outros planos para o depósito: querem substituí-lo por um centro de bem-estar! Conseguirão os pequenos Ogglies salvar o seu novo habitat com a ajuda dos seus novos amigos?

PUB
www.youtube.com/watch?v=sGBN85XLjXI/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_campaign=natal