Sabor do mês PD - carne

Stock de bicicletas esgotou em Portugal no final de julho. Procura cresceu 500% desde maio.

Stock de bicicletas esgotou em Portugal no final de julho. Procura cresceu 500% desde maio.

O stock de bicicletas esgotou em Portugal no final do mês de julho, devido a uma “procura desenfreada dos portugueses” pelo produto em causa, depois do desconfinamento. Os dados são da plataforma de comércio online KuantoKusta (KK), que revela que a procura deste tipo de veículo “cresceu 500%” entre o mês de maio e julho. 

De acordo com a análise, o principal motivo desta procura prende-se com “o medo de contágio por covid-19”, embora seja também “uma das opções preferidas para os portugueses manterem a forma física e evitarem os ginásios”.

“Acreditamos que estamos perante um produto com novos adeptos e que em si mobiliza novas atitudes, sobretudo pelas suas características ecológicas e saudáveis”, afirma Paulo Pimenta, CEO do KK, citado no comunicado divulgado pela plataforma, na quarta-feira.  

A análise dita uma nova tendência em termos de preferência de meios de transporte, e esta procura revela que “a bicicleta não é só uma forma de deslocação mais segura, como também é uma ótima alternativa para todos que querem evitar recintos fechados para a prática de desporto”. 

Segundo o responsável, ainda que haja um abrandamento da procura nos meses de inverno, esta continuará a manter-se alta. “O surgimento de iniciativas públicas para fomentar este tipo de deslocação mostra que a procura continuará elevada”, completa. 

O estudo permitiu ainda concluir que as bicicletas modelos BTT (todo-o-terreno), versáteis e adaptadas à rodagem em todo o tipo de pisos, são as mais procuradas por clientes do sexo masculino, do grupo etário entre os 25 e 44 anos. 

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=carne&utm_campaign=sabordomes