Recheio

Sérgio Conceição: “o importante são os jogadores que estão disponíveis para o jogo”

Sérgio Conceição: “o importante são os jogadores que estão disponíveis para o jogo”

Na conferência de antevisão do duelo da 27.ª jornada da Liga NOS, entre o Desportivo das Aves e o FC Porto (16 de junho, 21h15, Sport TV), o treinador dos dragões assumiu que “gostaria de contar com todos”, mas é com os “jogadores que estão disponíveis para o jogo” que tem “que arranjar soluções para ganhar no campo do Aves.”

Para Sérgio Conceição, o campo do Aves é difícil por tradição. “É um jogo de campeonato onde, à medida que caminhamos para o fim, as equipas que lutam por diferentes objetivos têm as suas ambições, ainda. No caso do Desportivo das Aves, uma situação difícil mas ainda matematicamente possível. Espera-nos um jogo dentro daquilo que são os jogos de campeonato neste ambiente diferente que temos vivido. Um jogo num campo tradicionalmente difícil.”

Relativamente às ausências de Marcano, Manafá e Alex Telles, o técnico do FC Porto sublinhou que o importante são os jogadores que estão disponíveis.

“Tenho que preparar um jogo importante, mas não mais do que isso, essa normalidade. Já estive em muitas situações, nestes anos em que estou à frente do FC Porto, onde tive que arranjar soluções, que é para isso que sou pago, para que não se note nenhum tipo de ausência. Obviamente que nós, treinadores, gostamos de contar com toda a gente mas nem sempre é possível, por um fator ou por outro. Mas o importante são os jogadores que estão disponíveis para o jogo. É com esses que tenho que arranjar soluções para ganhar no campo do Aves amanhã [terça-feira].”

O treinador da equipa portista reagiu às nomeações de Carlos Xistra e Bruno Esteves (VAR): “Eu espero, e desejo, e não é só a equipa de arbitragem que vamos ter amanhã, mas que todas as equipas de arbitragem sejam uma não-notícia. Porque é bom sinal. É sinal de que o mais importante foi o que as equipas fizeram, as equipas de futebol que se defrontam nos diferentes estádios por este país fora. E que os jogadores e treinadores sejam, principalmente os jogadores, os protagonistas. Os treinadores, se puderem ajudar naquilo que é esse resultado positivo que queremos ter, melhor ainda. O que me interessa é isso. Acho que já há bastante polémica no nosso futebol para estar aqui a mexer e a tentar desviar daquilo que é o mais importante: preparar o jogo do FC Porto contra o Desportivo das Aves.”

O foco de Sérgio Conceição está na sua equipa e não nos concorrentes diretos.

“Nós não olhamos para os outros. Se nós não ganharmos os nossos jogos, ficamos com a vida muito difícil. Temos que olhar e focar-nos naquilo que é o jogo de amanhã. Naquilo que são os nossos três pontos, isso é que é importante. Obviamente que estamos atentos a tudo aquilo que se passa à nossa volta, nomeadamente o nosso rival que luta pelos mesmos objetivos que nós. Mas o foco principal é em nós, na nossa equipa, na equipa que vamos apanhar pela frente e na forma como essa equipa pode montar uma estratégia para nos surpreender. Esse é que é o nosso trabalho e o nosso foco. A partir daí, o resto nós não podemos controlar e não vale a pena pensar muito, porque não tiramos partido disso.”

Questionado sobre a ausência de público nas bancadas, o treinador portista revela: “Independentemente dos objetivos das equipas, o ambiente é diferente e estranho para toda a gente. Dentro disso, temos falado entre nós, grupo de trabalho, para encontrar as melhores soluções, para que a equipa se possa exibir no patamar que nós pensamos que pode e já o fez, durante muitas vezes durante estes anos que eu estou aqui. Nós não podemos negar, sinceramente, e devo-vos confessar que não pensei que fosse assim tão acentuada e se fizesse sentir tanto esta ausência dos adeptos. Mas faz, acreditem que faz.”

PUB
Pingo Doce Sabe Bem

Viva! no Instagram. Siga-nos.