Philips

Sala Virtual do Teatro Nacional São João

Sala Virtual do Teatro Nacional São João

O Teatro Nacional São João (TNSJ) encerrou portas mas continuará aberto online, apresentando novos espetáculos através de canais digitais e promovendo novas atividades do Centro Educativo.

Os espetáculos vão estar disponíveis on demand na plataforma BOL, em alta resolução e com realização multicâmara.

A sala virtual do TNSJ apresenta, até 9 de março, a peça “Comédia de Bastidores”, de Alan Ayckbourn, com encenação de João Cardoso e Nuno Carinhas.

Autor anglófono mais representado em todo o mundo, Alan Ayckbourn é um praticante do “divertimento teatral” e um refinado experimentalista, arriscando nas suas peças as combinações mais inusitadas. O casamento burguês, o adultério, os conflitos de classe e as pequenas obsessões são alguns dos temas desta “Comédia de Bastidores” (1972), um exemplo maior daquela tonalidade ambígua que alguém um dia qualificou de “dolorosamente divertida”. Dividida em três atos, cada um deles tendo como pano de fundo três sucessivas (e nada festivas) ceias de Natal, “Comédia de Bastidores” é um retrato impiedoso, mas não isento de ternura, de um certo arrivismo social, que alguns leram como uma premonição da sociedade que triunfaria durante o consulado de Margaret Thatcher. A encenação faz vibrar a rigorosa partitura de Ayckbourn na corda tensa entre a quase frivolidade e o negrume, daí ressoando uma imensa solidão. “Comédia de Bastidores” marcou o saudado regresso de Nuno Carinhas ao palco do São João. Por ocasião da estreia, em 2020, o realizador Luís Porto gravou o espetáculo, agora disponível na sala virtual do TNSJ

A reposição em vídeo está disponível até dia 9 de março, podendo ser vista de quarta a sexta-feira, às 21h; ao sábado e domingo, às 16h e 21h. Nos dias 8 e 9, o espetáculo será transmitido às 21h. O bilhete tem o custo de 2 euros, sendo que no momento da compra deverá ser escolhido o dia e horário para a visualização na sala virtual da BOL.

O palco virtual do TNSJ apresenta ainda “Fake”.

Com texto da dupla Inês Barahona e Miguel Fragata – fundadores da companhia Formiga Atómica –, “Fake” parte de uma das grandes questões atuais: o que é facto e o que é manipulação da informação, ou as chamadas fake news? Construído no rescaldo de vários acontecimentos políticos, como as eleições de Trump e de Bolsonaro ou da votação pelo Brexit, o espetáculo explora o conceito da distorção da informação, lembrando também que o teatro é “um lugar que trabalha a mentira, mas que pode ser um lugar de verdade”. “Fake” chega agora à sala virtual do TNSJ, podendo ser visto on demand, até ao dia 6 de março.

 O bilhete tem um custo de 2 euros, permitindo a visualização do espetáculo até três dias após a aquisição do mesmo.

PUB
www.pingodoce.pt/produtos/take-away/encomendas/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_campaign=encomendasta&utm_term=banner&utm_content=050121-encomendaschef2021

Viva! no Instagram. Siga-nos.