Sogrape

Rui Moreira preocupado com o “policiamento da cidade”

Rui Moreira preocupado com o “policiamento da cidade”

O presidente da Câmara Municipal do Porto está preocupado com o “policiamento da cidade” e com os novos desafios, no que respeita à segurança dos cidadãos, que ocorreram no pós-pandemia, pelo que apela a uma “resposta das forças de segurança”.

Os receios em causa foram transmitidos por Rui Moreira ao ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, numa reunião, que aconteceu no seguimento de uma “auscultação” que o responsável, em conjunto com a “secretária de Estado da Administração Interna, Isabel Oneto, têm vindo a fazer com os vários municípios”, partilhou o autarca, na última reunião do executivo.

Durante o encontro, o presidente da Câmara Municipal do Porto teve “oportunidade de manifestar algumas preocupações” existentes com a cidade, que lhe chegam através de relatos da Polícia Municipal e do comando da PSP, nomeadamente no que respeita a “novos focos e novos tipos de insegurança na cidade do Porto que ocorreram no pós-pandemia”, lê-se no portal de notícias da autarquia.

Confrontado com estas declarações, José Luís Carneiro assegurou que a “videovigilância é vista como um passo positivo para o auxílio das funções da PSP” e revelou que está prevista, para breve, a chegada de um novo contingente de agentes da PSP.

Para Rui Moreira, é imperativo o “policiamento gratificado” na Movida e não compreende a razão pela qual a Câmara do Porto não o pode ter nessa zona. “Informei o senhor ministro que qualquer dia vamos ter uma tragédia. Hoje, se os senhores circularem pela Movida – eu tenho o hábito de sair à noite, gosto muito de sair à noite, vejo agentes da Polícia Municipal, mas agentes da PSP, pura e simplesmente, não se veem”, afirmou, destacando que esta é uma “preocupação” do município.

Por sua vez, de acordo com a informação disponibilizada, “houve uma divergência clara entre a posição dos municípios e do ministério”, uma vez que “a direção nacional da PSP entende que o policiamento gratificado pode ser feito dentro de lojas de ouro, dentro de supermercados, dentro de centros comerciais, mas não pode ser feito na via pública”.

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/diga-ola-ao-verao-com-a-sabe-bem/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=sabebem&utm_campaign=sabebem