Sabor do Mês Setembro (talho) - PD

Revista “Monocle” coloca Porto no topo das melhores pequenas cidades para viver

Revista

Em janeiro deste ano, a revista global sobre negócios, design, cultura e estilo de vida “Monocle” colocava o Porto na nona posição na lista das 20 melhores cidades pequenas do mundo. Mas em 2021, a cidade Invicta estará no número um da classificação.

O Porto é a melhor escolha para quem quer viver numa cidade mais pequena, aponta a Monocle.

Em 2021, e pelo segundo ano consecutivo, a revista publicará uma classificação das melhores pequenas cidades para viver – o Small Cities Index -, com escolhas por todo o mundo. E a cidade Invicta ocupa o topo do ranking!

O Porto “tem o seu próprio pulsar, completamente independente do ritmo de Lisboa”, assinala o artigo da Monocle, ilustrado com várias imagens da cidade, “charmosamente histórica” e com “acesso rápido a boas praias”.

“O Porto é pequeno mas tem ambições de cidade grande”, diz, acrescentando que “com cerca de 220.000 habitantes, a cidade sempre foi o coração dos negócios em Portugal, com muitas das indústrias do país localizadas no seu perímetro. Os habitantes do Porto são conhecidos pela sua atitude trabalhadora e franca”, refere ainda a revista, destacando a variedade de indústrias criativas que podem encontrar-se no Porto, da moda ao mobiliário, da cultura ao artesanato.

A Monocle destaca um outro aspeto: “O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, no cargo desde 2013, é estimado pela sua defesa firme da cidade. Nunca deixa de recordar aos responsáveis políticos que, apesar de a sede do Governo estar em Lisboa, a região Norte de Portugal é o motor da economia nacional”.

De salientar que o “índice de cidades pequenas” da Monocle foi reconfigurado, concentrando-se em 2021 sobre locais “com menos de 250.000 habitantes, que oferecem uma incrível qualidade de vida e são liderados por pessoas inteligentes e confiáveis. Também devem possuir atributos que dão vida a qualquer cidade, qualquer que seja a sua dimensão: uma vida noturna vibrante, excelentes oportunidades de negócio, população acolhedora e boas ligações ao resto do mundo”.

Acessibilidade, ambições “verdes” e oportunidades para negócios são alguns dos critérios de avaliação que incluem agora o papel do autarca (“mayor factor”): “Aumentámos a importância que damos nesta classificação a um presidente da Câmara bom e progressista, destacando o poder de quem é responsável por providenciar tudo, desde a melhor infraestrutura urbana até à liderança digna de confiança em tempos difíceis”.

Além da cidade do Porto, o top-10 das melhores cidades pequenas para viver inclui Lovaina (Bélgica), Itoshima (Japão), Lucerna (Suíça), Victoria (Canadá), Lausana (Suíça), Basileia (Suíça), Bolzano (Itália), Aalborg (Dinamarca) e Bergen (Noruega).

PUB
 www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=092022-bifedeatum&utm_campaign=sabordomes