Philips

Rally de Portugal obriga a condicionamentos de trânsito e à presença de 2800 militares

Rally de Portugal obriga a condicionamentos de trânsito e à presença de 2800 militares

A Porto Super Special Stage realiza-se a 21 de maio, sábado, o que implicará mudanças no trânsito e estacionamento na zona da Foz, onde decorre a corrida.

Os espetadores interessados em assistir à prova são aconselhados a utilizar o transporte público:

  • A partir da Baixa/Ribeira – linha 500, elétricos 1 e 18;
  • A partir da Rotunda da Boavista – linhas 203, 502 até Castelo do Queijo, e daí 200, 203, 500;
  • A partir da Praça da Galiza/Campo Alegre – linhas 200, 204, 207;
  • A partir do Castelo do Queijo – linhas 200, 203, 500;
  • A partir da Circunvalação – linhas 205 até Castelo do Queijo, e daí 200, 203, 500.

O município do Porto coloca à disponibilidade um contacto para mais informações sobre o Rally de Portugal 2022 – Porto Super Special Stage, 220 100 220 / opção 4, que estará disponível todos os dias das 9h00 às 19h00.

Para questões relacionadas com livre-trânsito está disponível uma linha complementar, assegurada pela Polícia Municipal, através do número móvel 933 002 101. Disponível de segunda a sexta-feira, entre as 7h30 e as 20h30 horas, e aos fins de semana das 9h00 às 18h00.

A Guarda Nacional Republicana marcará presença no evento e conta com 2.800 militares. “Apontamos para um efetivo a rondar os cerca de 2.800 militares durante a operação, numa média de cerca de 700 militares por dia, entre os dias 19 e 22 de maio”, disse, no Comando Territorial do Porto, em conferência de imprensa, o tenente-coronel João Fonseca, chefe de divisão de comunicação e relações públicas da GNR.

João Fonseca explicou ainda que a operação no “maior evento desportivo nacional” contará com várias valências da GNR, dado o “expectável número muito elevado de espetadores”, tanto portugueses como espanhóis. As valências serão a territorial, de trânsito e intervenção, recebendo os comandos territoriais distritais reforços de outras unidades, “nomeadamente da unidade de intervenção, na valência de ordem pública, e também da unidade nacional de trânsito”.

O major Francisco Martins, da unidade de relações públicas da GNR do Porto, deixou um alerta concreto à população acerca dos carros híbridos elétricos, uma novidade no Rali de Portugal em 2022: “em caso de qualquer acidente de viação com um carro híbrido, que este ano vão estar como novidade no Rali de Portugal, não tenham a tendência ou a postura de ir mexer no carro ou de tentar fazer qualquer ação nesses carros”, “o ideal é não mexer em qualquer carro que tenha um acidente, principalmente se o carro ficar no troço, tendo em conta que, com exceção do último carro, vão passar mais carros a seguir”, havendo o perigo do acidente tomar proporções maiores.

A 55.ª edição do Rali de Portugal tem um percurso total de 1.535,35 quilómetros, dos quais 343,3 cronometrados, num total de 22 classificativas.

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=peixe&utm_campaign=sabordomes