CIN

“Qui a tué mon père” tem estreia nacional no palco do São João

“Qui a tué mon père” tem estreia nacional no palco do São João

Esta quinta e sexta-feira, dias 7 e 8 de janeiro, o Teatro Nacional São João (TNSJ) recebe em palco “Qui a Tué Mon Père”, em português “Quem Matou o Meu Pai”, uma obra criada propositadamente para teatro pelo romancista Édouard Louis, em 2018. 

A premissa traduz-se numa história de masculinidade, em que um filho narra a biografia do pai, sem esquecer as suas traumatizantes memórias de infância e a “morte social” do seu progenitor. E fá-lo através de um “relato não linear” composto por “diversas anedotas sobre a relação pai/filho, desde episódios mais conturbados, alguns deles marcados pela violência, até momentos mais felizes, simbolizados pelo amor entre pai e filho”, salienta a organização do espetáculo. 

Em palco, o veterano ator, encenador e diretor do Teatro Nacional de Estrasburgo, Stanislas Nordey, surge a solo e “aponta o dedo aos protagonistas do panorama político francês, à época do lançamento do livro, entre eles Jacques Chirac, Nicolas Sarkozy, François Hollande e Emmanuel Macron, atual presidente de França. ´ 

“Qui a Tué Mon Père” poderá parecer uma pergunta, mas não o chega a ser. “É antes uma acusação direta do jovem escritor Édouard Louis aos responsáveis pela morte do seu pai, expressa através da uma «literatura de confrontação»”. 

O espetáculo vai ser, pela primeira vez, apresentado em Portugal, no âmbito do programa “O Olhar de Ulisses” do São João, depois de ter estreado, em 2019, no Théâtre National de Strasbourg. 

Pode ser visto na quinta e na sexta-feira, às 19h00. A obra será apresentada em francês, com legendas em português. 

Foto: © Jean Louis Fernandez

PUB
www.pingodoce.pt/produtos/take-away/encomendas/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_campaign=encomendasta&utm_term=banner&utm_content=050121-encomendaschef2021

Viva! no Instagram. Siga-nos.