Philips

Procura por personal trainers aumentou 83% em setembro

Procura por personal trainers aumentou 83% em setembro

A pandemia de covid-19 veio potenciar um novo hábito na vida dos portugueses, que, desde março, têm aumentado significativamente a prática de exercício físico. De acordo com um inquérito da Fixando, revelado durante o mês de outubro, a procura de personal trainers (PT) disparou 83% em setembro, face ao mesmo período de 2019.

Segundo o resultado do inquérito, realizado a um total de mil inquiridos, este crescimento deve-se à “necessidade de prática de desporto” e ao “aumento da insegurança nos ginásios”.

No entanto, além do aumento da procura de PT, o estudo mostrou também que uma parte dos inquiridos passou a praticar menos exercício, sendo que 43% admitiram sentir-se inseguros nos ginásios.

Dos locais preferidos para a prática de desporto, destacam-se o ar livre e o domicílio, “prezando sempre pela segurança e distanciamento”.

Por sua vez, no que diz respeito ao exercício escolhido, 28 por cento prefere os desportos individuais, seguindo-se a corrida e o treino de resistência, 21 por cento aulas de grupo e 20 por cento musculação. De acordo com Alice Nunes, diretora de Desenvolvimento de Negócio da Fixando, é evidente que “os portugueses estão a procurar alternativas às práticas adotadas para a prática de exercício até ao início da pandemia”.

“A procura aumentou bastante, durante a pandemia e muitas pessoas passaram a querer fazer em parques ou em casa, neste momento a maior parte das pessoas não quer voltar aos ginásios”, alerta Yasmin, uma das personal trainers, citada na nota divulgada.

“Com a quarentena as pessoas começaram a treinar mais ao ar livre, por causa do covid, conseguiram-se adaptar dessa forma. Neste momento existe uma maior procura de treinos outdoor do que em ginásio”, reforça Paulo, outro dos PT participantes.

PUB
Pingo Doce Sabe Bem

Viva! no Instagram. Siga-nos.