PUB
Junta da Galiza

Primeira edição da Porto Design Biennale atraiu 50.000 pessoas

Primeira edição da Porto Design Biennale atraiu 50.000 pessoas

A edição de estreia da PDB – Porto Design Biennale, que ocupou 37 espaços, durante 81 dias, nos concelhos do Porto e de Matosinhos, registou um total de 50 mil visitantes.

“Post Millennium Tension” foi o tema escolhido para esta primeira edição, que pretendeu “analisar a atual configuração disciplinar do design, propondo uma ampla reflexão sobre as transformações emergentes que marcam o novo milénio e o lugar do design perante este quadro de mudança”.

Com curadoria-geral de José Bártolo, a 1.ª edição da Porto Design Biennale procurou mapear os projetos e processos de trabalho dos millennial, a geração que chega ao mercado profissional num quadro geral de mudança acelerada e grandes tensões a nível global.

Iniciada em 19 de setembro, foram, ao todo, 81 os dias de exposições, conferências, workshops, visitas guiadas e outros eventos.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

“Optimismo”, “mostrar o que temos de melhor” e “buscar o benefício coletivo” foram as três ideias-chave apontadas por Rui Moreira, presidente da Câmara do Porto, na sessão de encerramento da Porto Design Biennale, que decorreu no passado domingo, no Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões.

Segundo o portal de notícias da autarquia, Rui Moreira salientou que esta associação entre os municípios do Porto e Matosinhos vem na sequência da estratégia que tem envolvido também Vila Nova de Gaia e que privilegia cultura e desporto, entre outros domínios.

A importância dos projetos intermunicipais conjuntos foi igualmente destacada por Luísa Salgueiro, presidente da Câmara de Matosinhos, que falou do desporto e da cultura mas apontou também o design como “uma forma de chegar mais além”, nomeadamente em termos de promoção de Portugal.

A segunda edição da Porto Design Biennale está já a ser preparada com a ESAD – IDEA, que assegurou a organização executiva, “de modo a tornar este setor um dos que seja encarado como característico destas cidades e valorizado pelo setor empresarial e político numa perspetiva transversal que vai da cultura à economia”, avança o Porto..

PUBLICIDADE

PUB
Pingo Doce- Revista Sabe Bem