PUB
Recheio 2024 Institucional

Praia de Matosinhos recebe campanha de sensibilização ‘Proteção em Boas Mãos’

Praia de Matosinhos recebe campanha de sensibilização ‘Proteção em Boas Mãos’

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
A Praia de Matosinhos vai receber, no dia 6 de agosto, das 10h às 18h, o roadshow de sensibilização ‘Proteção em Boas Mãos’, que conta com o apoio institucional do Instituto Português Oncologia do Porto Francisco Gentil.

‘Oriflame Sun Zone’ é uma iniciativa de sensibilização para os cuidados a ter com a pele nesta estação do ano, com enfoque na exposição solar, que pretende mostrar gratuitamente aos veraneantes, através de uma câmara ultravioleta e de um monitor, o impacto que os raios UV têm na nossa pele e de como a proteção solar é importante na prevenção do cancro da pele.
Segundo nota enviada à imprensa, “a câmara ultravioleta (UV), que vai estar disponível no espaço da marca, permite ver num monitor o estado da pele sem proteção solar e após a sua aplicação. Desta forma consegue-se perceber como um protetor solar faz realmente toda a diferença para proteger a pele”.
“A aplicação de um protetor solar, diariamente, é imperativa para a promoção da saúde da pele, mesmo nos dias nublados, pois as nuvens só bloqueiam uma parcela dos raios solares. Um protetor solar adequado deve garantir proteção eficaz contra as radiações UVA e UVB, ter uma textura agradável e ser fácil de aplicar”, explica Cristina Abreu, Product Specialist da Oriflame Portugal.
A radiação UVA representa mais de 90% da radiação solar que nos atinge e, apesar de ter menor impacto sobre o aparecimento da queimadura solar, penetra mais profundamente na pele e, por conseguinte, conduz ao envelhecimento cutâneo.
“A radiação UVB, presente com maior intensidade na altura do verão, está associada às queimaduras solares; à sensação de calor e ao eritema solar. Se a exposição solar for exagerada e repetida, é induzida a formação de radicais livres e aumenta a probabilidade de se desenvolverem lesões crónicas, sinais de envelhecimento, ou mesmo cancro de pele”, refere a nota.
A propósito desta iniciativa de sensibilização à população para a proteção da pele, o Instituto Português Oncologia do Porto Francisco Gentil deixa um alerta: “a  radiação ultravioleta tem sido associada a 67% dos melanomas malignos e nove em cada 10 novos casos de cancro da pele derivam de uma exposição excessiva ao sol”.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

PUB
Pingo Doce- Revista Sabe Bem