Santander Escolhas 2

Portugueses mais pessimistas sobre a situação do país

Portugueses mais pessimistas sobre a situação do país

A grande maioria dos portugueses (72%) manifesta uma opinião negativa sobre a situação atual do país e prevê que assim continue no início do próximo ano, revelou um inquérito do Observador Cetelem Natal 2020, que teve como objetivo conhecer as opiniões em relação à situação atual do país e às suas expectativas para o primeiro trimestre de 2021.

Segundo os dados divulgados, no mês de setembro este valor revelava-se menor, 48%, crescendo em junho para 54%.

No que respeita à situação pessoal, o cenário dos inquiridos é menos pessimista, com menos de metade (43%) a manifestar uma opinião negativa. Um valor que, quando comparado com o registado nos meses de setembro e junho, apresenta poucas alterações – 40% e 44%, respetivamente.

Adicionalmente, os inquiridos consideram que a sua situação pessoal será bastante idêntica no primeiro trimestre de 2021.

Quanto às intenções de consumo para o início do novo ano, entre os portugueses inquiridos, 24% manifesta intenções de comprar calçado/roupas e 10% livros.

No entanto, em termos de gastos, a prioridade vai para aparelhos tecnológicos e grandes eletrodomésticos.

Na categoria dos aparelhos tecnológicos, destacam-se os gastos em computadores, por serem os mais elevados (616 euros de gasto médio), seguindo-se os smartphones (320 euros), os grandes eletrodomésticos (249 euros) e os gastos em materiais de imagem e som (233 euros).

O inquérito teve por base uma amostra representativa de 600 indivíduos residentes em Portugal Continental, de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 18 e os 74 anos de idade.

PUB
www.pingodoce.pt/produtos/comida-fresca-takeaway/encomendas/comida-fresca-encomendas-de-natal/?utm_source=cm&utm_medium=cpc&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=natal&utm_campaign=takeawaynatal