PD - Prémio de Literatura Infantil

Portugueses aproveitam Black Friday para antecipar compras de Natal

Portugueses aproveitam Black Friday para antecipar compras de Natal

Na semana em que se vivem dois dos dias mais aguardados do ano, a Black Friday e a Cyber Monday, períodos caracterizados por descontos especiais, os portugueses vão aproveitar para fazer, já, algumas compras de Natal.

A conclusão é de um estudo do Observador Cetelem Natal, que revelou que quase metade dos cidadãos inquiridos (43%) vão realizar compras no âmbito da Black Friday e da Ciber Monday para aproveitar as promoções e, simultaneamente, antecipar as compras de Natal (32%).

Por sua vez, os restantes 11% dos portugueses asseguraram que vão aproveitar a ocasião para fazerem compras para si ou para os outros, mas sem estarem, necessariamente, relacionadas com o Natal.

De acordo com os dados, são os jovens entre os 25 e os 34 anos (58%) e os 18 e os 24 anos (50%) os que mais tencionam aproveitar estes dias de descontos, enquanto os portugueses ente os 55 e os 64 anos (41%) admitem que não irão aproveitar estas datas.

Entre as várias opções de compra durante estes dias, a grande maioria dos inquiridos (68%) prefere investir em vestuário e acessórios, seguido de perfumes e maquilhagem e brinquedos, que reúnem, respetivamente, 48% e 31% dos votos. Já a categoria de “relógios e joias” está entre as preferidas de 24% dos portugueses e os artigos tecnológicos de 12%.

compras

A maioria (67%) dos portugueses que vai fazer compras espera encontrar descontos entre 40% e 50% nos produtos, sendo que apenas 27% dos inquiridos admite considerar comprar um produto se o desconto for inferior a 40%.

“Em termos de gastos, revelam que tencionam gastar em média 150 euros: 30% conta gastar entre 101 e 150 euros; 18% entre 76 e 100 euros e 13% entre 151 e 250 euros. Apenas 8% diz que tencionam gastar mais de 251 euros”, indica ainda o relatório.

Apesar da adesão em causa demonstrar que grande parte dos consumidores valoriza estes dias de descontos, 90% percecionam o Natal como “um período de consumo excessivo”, sendo esta consciência mais visível no Porto (91%).

Para chegar a estes resultados, o Observador Cetelem inquiriu 600 portugueses, com idades compreendidas entre os 18 e os 74 anos, entre os dias 20 e 29 de outubro.

PUB
track.adform.net/C/?bn=51188139

Viva! no Instagram. Siga-nos.