PUB
Santander Saúde

Porto vai ter um Conselho Municipal de Turismo

Porto vai ter um Conselho Municipal de Turismo

O organismo deverá garantir o “equilíbrio e harmonização no apoio à implementação de medidas que concorram para uma maior qualidade de vida” no concelho do Porto.

A criação do Conselho Municipal de Turismo foi votada por unanimidade na reunião de camarária de segunda-feira.

A estrutura quer envolver “a participação de todos os agentes dos vários quadrantes da cidade, diretamente ou complementarmente associados ao turismo”, assinala a proposta do vereador da Economia, Turismo e Comércio, Ricardo Valente, citada pelo portal de notícias da Câmara do Porto.

Será pois, segundo o Porto., uma “plataforma de diálogo entre os diferentes parceiros”, para que estes possam “coadjuvar o poder político na tomada de decisões” ajustadas à nova realidade socioeconómica da cidade.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

O Conselho Municipal de Turismo deverá garantir o “equilíbrio e harmonização no apoio à implementação de medidas que concorram para uma maior qualidade de vida no território”. Neste pressuposto, vai atuar através “da análise de indicadores, da emissão de pareceres, de estudos não vinculativos e da publicação de informação que promovam a adoção de estratégias políticas concertadas e sustentáveis” para o concelho do Porto, indica a autarquia.

Como aponta o Porto., nos últimos anos, a cidade tem vindo a afirmar-se “como um destino turístico de excelência e autenticidade” e tem atraído de forma sustentável “um elevado número de turistas pelo seu património mundial, pela paisagem única e inesquecível, pela oferta de produtos distintos”. Para além disso, tem acolhido novos negócios e marcas de renome internacional. Apesar dos benefícios, estas dinâmicas “aportam alguns constrangimentos e consequências na gestão urbana”, razão pela qual o documento salienta a importância da criação do Conselho Municipal de Turismo.

De referir que a criação do Conselho Municipal de Turismo será publicitada na página do Município do Porto, seguindo-se um prazo de 15 dias úteis para a apresentação de contributos para serem integrados no projeto de regulamento a elaborar sobre este organismo.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

PUB
Pingo Doce- Revista Sabe Bem