Philips

Porto vai ter ruas pedonais na Baixa e Centro Histórico aos fins de semana

Porto vai ter ruas pedonais na Baixa e Centro Histórico aos fins de semana

A partir deste fim de semana, 16 ruas da Baixa e do Centro Histórico do Porto vão ser transformadas em zonas pedonais temporárias, entre as 8 horas de sábado e as 20 horas de domingo.

A medida, anunciada na quinta-feira pela autarquia, insere-se num “plano de resgate do espaço público que visa potenciar uma nova experiência de lazer e compras na cidade, decorrente da retoma da atividade económica”. Por outro lado, destaca o município, em comunicado, pretende também incentivar os cidadãos para uma mobilidade mais consciente, menos dependente do automóvel e mais voltada para o uso dos modos suaves de transporte nas deslocações.

“Às medidas que a autarquia já vinha preparando no sentido de propor alternativas ao uso de transporte individual no meio urbano – como o incentivo ao uso de modos suaves e o alargamento e melhoria da rede de ciclovias – juntou-se também a necessidade de repensar o usufruto do espaço público, num tempo que deve conciliar a retoma da economia com o controlo da crise sanitária, e que entre outras ações passa, sempre que possível, pela promoção do distanciamento social na via pública”.

Assim, a partir deste sábado, 20 de junho, várias artérias da Baixa e do Centro Histórico do Porto vão ficar condicionadas à circulação automóvel. No entanto, a Câmara Municipal sublinha que “as zonas pedonais temporárias serão também Zonas de Coexistência, ou seja, significa que apesar de o trânsito automóvel ser proibido, está permitido o acesso a moradores e a parques, com velocidade máxima limite aos 20 km/hora”. “Também as cargas e descargas são permitidas, mas só das 6h30 às 11h00, de sábados e domingos”.

Segundo o mesmo comunicado, será também introduzido novo mobiliário urbano, temporário e amovível, para um usufruto mais confortável do espaço. “Esse novo uso dado ao espaço público é acompanhado por marcações coloridas no pavimento”, conclui a autarquia.

As zonas pedonais temporárias podem ser consultadas aqui.

Zonas pedonais temporárias

  • Rua de Cedofeita, no troço compreendido entre a Rua de Álvares Cabral e a Rua do Breiner;
  • Rua do Breiner, no troço compreendido entre a Rua de Cedofeita e a Rua do Rosário;
  • Rua de Miguel Bombarda, no troço compreendido entre a Rua do Rosário e a Rua de Diogo Brandão.
  • Rua de Conde de Vizela, Rua da Fábrica e Rua de Santa Teresa;
  • Rua de Avis, no troço compreendido entre a Rua de Santa Teresa e a Praça de D. Filipa de Lencastre (arruamento sul).
  • Rua do Almada, no troço compreendido entre a Rua do Dr. Ricardo Jorge e a Rua de Ramalho Ortigão;
  • Rua da Picaria.
  • Rua de Passos Manuel, Rua do Ateneu Comercial do Porto, Rua do Dr. António Emílio de Magalhães.
  • Passeio das Virtudes e Rua do Dr. Barbosa de Castro.
  • Rua dos Caldeireiros, no troço compreendido entre a Rua de S. Bento da Vitória e a Rua da Vitória.
    Avenida Rodrigues de Freitas
  • Avenida Rodrigues de Freitas, no troço compreendido entre a Rua de D. João IV e a Rua do Duque de Saldanha.

A Rua de Cedofeita, no troço compreendido entre a Rua do Breiner e a Praça de Carlos Alberto, já é pedonal.

Foto: Miguel Nogueira | CM Porto

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/sabe-bem-poupar-todos-os-dias/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=27012023-edicao71utm_campaign=sabebem