Revista Sabe Bem (Setembro/Outubro) - PD

Porto: entregues as chaves das primeiras casas de renda acessível no Morro da Sé

Porto: entregues as chaves das primeiras casas de renda acessível no Morro da Sé

A cerimónia de entrega de chaves das primeiras 14 habitações de renda acessível, em pleno Centro Histórico da cidade do Porto, teve lugar na terça-feira, no átrio dos Paços do Concelho.

“É a primeira vez que o Município entrega chave de habitações a renda acessível. Não estamos a falar de habitação social, mas de uma nova tipologia de habitação com apoio municipal”, destacou Pedro Baganha, vereador e também administrador da Porto Vivo, SRU, acrescentando que “os fogos estão prontos para ocupar a partir de 1 de agosto”.

De recordar que as habitações foram atribuídas mediante um concurso iniciado em janeiro e levado a cabo pela Porto Vivo, SRU. O sorteio, previsto para abril, foi apenas agora realizado devido à pandemia da Covid-19.

Segundo avança o portal da autarquia, e de acordo com Pedro Baganha, foram apresentadas 350 candidaturas, das quais 58 foram admitidas a concurso. “Estabelecemos critérios que beneficiam os agregados jovens e famílias em início de vida. Queremos regenerar a cidade não apenas em termos físicos, mas também da sua população”, explicou o vereador.

Já o presidente da Câmara do Porto fez questão de desejar “as maiores felicidades” aos contemplados com as 14 habitações reabilitadas no Morro da Sé. “Espero que gostem do sítio onde vão viver. Tenho a certeza que vão gostar”, afirmou Rui Moreira.

“É importante a cidade regenerar a sua população. Vejo a dificuldade que há em encontrar casas a preços acessíveis. O custo da habitação cresceu mais do que o nosso rendimento disponível”, acrescentou o autarca.

Rui Moreira espera assim “lançar proximamente mais casas”. “Contamos entregar 250 fogos até ao fim deste ano, 500 no próximo ano, e em 2022 mais 250, o que terá um impacto muito significativo para uma população jovem que não encontra casas dentro do seu poder de compra”, realçou o autarca.

“É um dia muito especial para a Câmara do Porto e para cada uma destas pessoas. Foi no Morro da Sé que a cidade nasceu, é um território muito envelhecido e estamos a plantar uma semente de juventude no meio do coração da cidade”, disse ainda Rui Moreira.

Recorde-se que a Câmara do Porto estima investir mais de 4,3 milhões de euros até 2022, através do programa “Porto com Sentido”. Com esta iniciativa, a autarquia vai incluir no mercado do arrendamento de habitação imóveis de dois tipos: “habitações atualmente no mercado de alojamento local ou habitações disponíveis no mercado de compra e venda de imóveis e de arrendamento, com respeito pelos mecanismos concorrenciais e plena salvaguarda do interesse público”.

PUB
 www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=092022-bifedeatum&utm_campaign=sabordomes