CM Matosinhos

Porto entre as cidades mais baratas do mundo para os turistas

Porto entre as cidades mais baratas do mundo para os turistas

A cidade do Porto foi recentemente eleita como uma das cidades mais acessíveis para visitar este ano, ocupando o sétimo lugar de um ranking elaborado pela Bounce, blogue internacional de viagens.

Entre os vários critérios que contribuíram para esta distinção, destacaram-se, entre muitos outros, o custo de uma noite em hotel, de uma refeição num restaurante, de um bilhete de transporte local e de uma garrafa de vinho e de cerveja.

O ranking, intitulado “City Break Cost Index 2021”, mostra que uma noite num hotel no Porto ronda uma média de 131 dólares (109 euros), enquanto um almoço ou um jantar num restaurante custa cerca de 8,56 dólares (7,17 euros). Por sua vez, o custo médio de um bilhete de transporte público na cidade é de 1,64 dólares (1,37 euros) e o de uma garrafa de vinho e cerveja ronda, respetivamente, os 4,89 dólares (4,10 euros) e 2,44 dólares (2,05 euros).

O ranking analisou um total de 75 locais, ficando a Invicta à frente de cidades como Budapeste, na Hungria, Praga, na República Checa, Marrakech, em Marrocos, e Las Palmas, Valência e Madrid, em Espanha.

A cidade de Lisboa também figura no ranking internacional, ocupando a 15.ª posição.

De acordo com os dados divulgados, uma noite num hotel na capital custa em média 148 dólares (124 euros) e uma refeição num restaurante ronda os 11 dólares (9,21 euros). No que respeita ao preço de um bilhete de transporte público na cidade este tem um custo de 2,07 dólares, ou seja, o equivalente a 1,73 euros. Já o vinho e a cerveja têm um custo, por unidade, de 4,89 dólares (4,09 euros) e 2,22 dólares (1,86 euros), respetivamente.

O primeiro lugar do “City Break Cost Index 2021” é ocupado pela cidade de Buenos Aires, na Argentina, seguido de Istambul, na Turquia, e Rio de Janeiro, no Brasil. No quarto, quinto e sexto lugares estão, respetivamente, as cidades de São Petersburgo, na Rússia, Cracóvia, na Polónia, e Moscovo, na Rússia.

Segundo a Bounce, as cidades menos acessíveis para passar férias este ano são Zurique, na Suíça, Reiquiavique, na Islândia, e Genebra, também na Suíça.

Viva! no Instagram. Siga-nos.