Bando do Mar

Porto coloca cães a ajudar idosos a regressar à vida ativa

Porto coloca cães a ajudar idosos a regressar à vida ativa

“Envolver”, assim se intitula o projeto, promovido pela Associação Portuguesa para a Intervenção com Animais de Ajuda Social (Animas), que está a ser desenvolvido no Porto, mais concretamente na freguesia de Paranhos. 

A iniciativa, totalmente gratuita, pretende motivar os idosos a regressarem à vida ativa, depois de vários meses de confinamento, com o auxílio de cães. “A participação no programa é gratuita e quem quiser receber formação como terapeuta também se pode inscrever, informou a Câmara Municipal do Porto, no seu portal de notícias. 

De acordo com a informação divulgada, o projeto é sobretudo dirigido à população idosa, por ter sido o grupo que “perdeu os amigos, as universidades seniores, os grupos corais, a própria Igreja, que deixou de ter celebrações, entre outras atividades”. 

“Pensámos em criar algo que os motivasse a saírem da ‘cabana’ deles (…) O cão acalma a pessoa, reduz o nível de stress, reduz a tensão arterial, facilita a libertação de hormonas, como a oxitocina, o que faz com que as pessoas fiquem mais bem-dispostas”, explicou Abílio Leite, presidente da associação, citado no comunicado.

Depois de alcançado o objetivo da primeira fase – “criar um ambiente em que as pessoas se tornem empáticas umas com as outras, fruto de o cão estar presente” -, a associação pretende “começar a sobrepor outras atividades no mesmo horário em que se realizam os encontros com os cães”. “Pretende-se que as pessoas comecem a optar, ou ficam com os cães, ou, por exemplo, vão ao cinema com o grupo, começando a libertarem-se da sessão com os animais para dar espaço ao convívio”, apontou o responsável.

A maior parte dos idosos que incluem o projeto “Envolver”, totalmente gratuito, terão sido “referenciados pelos serviços sociais”.

Ao longo do processo, os idosos são acompanhados por psicólogos, que garantem o apoio e a segurança necessária, e pelas duplas de animais e terapeutas, sujeitas a uma formação específica para o acompanhamento.

Os interessados em inscrever-se como terapeuta podem fazê-lo online, através do portal Animasportugal.

De acordo com o número de pessoas formadas, a iniciativa poderá ser alargada a outras zonas do país. 

PUB
bandodomar.pingodoce.pt/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=080321-bando&utm_campaign=lancamento

Viva! no Instagram. Siga-nos.