CIN - Branco Perfeito

Pedido da Galp para demolir Petrogal já deu entrada

Pedido da Galp para demolir Petrogal já deu entrada

A Câmara Municipal de Matosinhos recebeu um Pedido de Informação Prévia (PIP) da Galp para demolir a refinaria de Leça da Palmeira. Os arquitetos que vão desenhar o “Innovation District” serão da holandesa MVRDV.

Segundo avança o JN, começam a estar reunidas as condições para se avançar com o projeto, mas o nível de contaminação dos terrenos onde a Petrogal está instalada há 50 anos permanece desconhecido. O Executivo municipal e a Galp não avançam com qualquer dado sobre este assunto, no entanto esperam ter novidades brevemente.

O pedido de demolição, submetido ao município de Matosinhos no início do mês de maio, “faz parte do processo de tramitação para avançar com o «desmantelamento progressivo» do complexo petroquímico – cuja conclusão se prevê para meados de 2025” -, e está a ser alvo de consulta pela Agência Portuguesa do Ambiente, Direção-Geral de Energia e Geologia, Direção dos Faróis e Defesa Nacional e Quartel General da Região Militar do Norte.

A empresa holandesa será líder de uma equipa formada por seis empresas e tem agora um ano para desenhar o «masterplan» e reunir com a Câmara, Galp, Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte e Universidade do Porto.

O CEO da Galp, Andy Brown, citado pelo JN, frisa que o objetivo é “criar um distrito de inovação de classe mundial, focado em energia sustentável e em tecnologias avançadas”.

Foto: Câmara Municipal de Matosinhos

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=peixe&utm_campaign=sabordomes