Sabor do mês PD - peixe

Orpheu Porto

Orpheu Porto

O Orpheu é o mais recente prodígio da restauração do Grande Porto. Aberto há pouco mais de um mês, o espaço, idealizado por Sofia e André Santos, nasceu do gosto do casal em “receber pessoas em casa”. Aqui, os clientes encontrarão um ambiente “confortável e acolhedor”, decorado com “livros, plantas e objetos que vieram de casa dos nossos avós”. “É uma extensão da nossa casa”, contaram à VIVA!.

O espaço começou a ser delineado em plena pandemia e deveria ter aberto portas em dezembro de 2020. Contudo, as restrições impostas obrigaram a um adiamento. Antes do novo projeto, o casal tinha um bar nas Galerias de Paris, que trespassou, por ambicionar um conceito “mais tranquilo e diurno”, depois da chegada de um bebé à família. O Orpheu, um espaço “pequeno e bem localizado”, foi a solução!

Outrora a funcionar como uma casa de petiscos, o espaço, situado na Rua da Bainharia, continuou a adquirir, com os novos proprietários, a mesma função. “Temos uma paixão gigante pela gastronomia do sul de Espanha. Então pegamos um pouco neste conceito. Sempre que alguém pede um copo de vinho ou um cocktail estes irão sempre acompanhados com uma pequena tapa”, explicam. 

Bruschettas, tábuas de queijos e enchidos, petiscos como camarão à Orpheu, mexilhão à Orpheu, panelinha de enchidos e rissóis “fora-da-caixa”, com recheios como beterraba e frango, espinafres e camarão ou tinta de choco com berbigão são alguns dos petiscos que fazem as delícias de portugueses e turistas.

A acompanhar todas as iguarias, está uma completa carta de vinhos, servidos a copo ou garrafa, e ainda “os cocktails de autor e sangrias de espumante”.

“A nossa especialidade (e o que mais gostamos de preparar) são as tábuas de queijos e enchidos”, partilha André Santos, sublinhando que todos os produtos, à exceção de um dos queijos, são da Serra da Estrela e entregues diretamente pelo produtor.

O nome do restaurante, também ele muito característico, deriva do gosto dos proprietários pela leitura e surgiu “em jeito de brincadeira”. “Orpheu foi uma revista literária que pretendeu quebrar com ideias pré-concebidas e olhar para o futuro e nunca olhar para trás. Visto que decidimos abrir em plena pandemia, o nome pareceu-nos assentar que nem uma luva”, salienta André Santos.

Atendendo ao atual contexto de pandemia, agravado ainda mais com um segundo confinamento geral, o Orpheu adaptou-se e criou boxes personalizadas para entrega ao domicílio ou take away”. No seu interior, estão os “diferentes momentos que poderão ser desfrutados no restaurante, assim que as condições o permitam: brunch, tábuas, cocktails, sangrias, petiscos, entre muitos outros.

O espaço tem capacidade para 18 lugares sentados no interior e oito em esplanada.

Horário: Segunda, quarta e quinta-feira das 09h30 às 19h00 e sexta-feira, sábado e domingo das 09h30 às 20h00.

Orpheu Porto
Rua da Bainharia 63 e 65, Porto
Contacto 912 783 272 / [email protected]

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=peixe&utm_campaign=sabordomes