CM Matosinhos

A origem do nome Castelo do Queijo

A origem do nome Castelo do Queijo

Começou a ser edificado no ano de 1643, durante o reinado de D. João IV, e, desde então, que ganhou um significado especial para a cidade do Porto, tornando-se um dos seus símbolos icónicos. Situado no final da Avenida da Boavista, sobre o mar, o Castelo do Queijo atrai, diariamente, locais e curiosos para visitar a fortificação e assistir, de perto, ao espetáculo das ondas a galopar sobre as rochas.

Dirigem-se ao espaço, amplamente conhecido como Castelo do Queijo, mas a verdade é que não é esse o seu nome original. A designação foi atribuída, no sentido figurado da palavra, devido ao formato arredondado da rocha sobre a qual a fortificação foi construída, o que, dizem, faz lembrar a forma de um queijo. Contudo, o verdadeiro nome deste monumento portuense é Forte de São Francisco Xavier.

Aquando da sua construção, o forte tinha como principal objetivo “defender o extenso areal compreendido entre Leça da Palmeira e a foz do Rio Douro”, de forma a “impedir o desembarque de tropas espanholas na zona ocidental da Cidade Invicta”, indica o Infopédia.

De acordo com o portal, Fernando César de Carvalhais Negreiros – capitão honorário da Real Armada, intendente da Marinha nortenha e provedor da Companhia das Almas do Corpo Santo de Massarelos, foi encarregue, por ordem régia, de proceder à edificação da fortaleza. “O projeto foi subsidiado pela comunidade portuense e seria concretizado com a ajuda decisiva de alguns membros religiosos das Almas do Corpo Santo”, acrescenta.

Além da invasão espanhola, a construção do Castelo do Queijo visou também evitar outras invasões, sendo, por isso, um símbolo icónico para a cidade, para a região Norte e para Portugal.

Entre vários episódios de que foi palco, destaque para os relacionados com as invasões francesas e com a guerra entre absolutistas e liberais. “Após o drama da ocupação do Porto em 1808 pelas tropas francesas dos generais de Napoleão, o Forte de São Francisco Xavier hasteava novamente em junho desse ano a bandeira nacional, simbolizando o final de tão nefasto episódio”.

Com uma história com mais de três centenas de anos, o Forte de São Francisco Xavier, mais conhecido como o Castelo do Queijo, é um ponto de referência para o Porto e para os milhares de portuenses que residem na cidade.

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/gastronomia-dos-acores-e-madeira-na-sabe-bem-de-outono/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=240921-ta5&utm_campaign=sabebem63

Viva! no Instagram. Siga-nos.