PUB
CMPorto

Oferta de camas em residências estudantis da U.Porto aumenta 10% em 2018

Oferta de camas em residências estudantis da U.Porto aumenta 10% em 2018
A Universidade do Porto (U.Porto) vai aumentar em mais de 10%, a partir de setembro de 2018, o número de camas para estudantes que queiram viver em residências universitárias.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

O número de camas atual que a U.Porto disponibiliza nas nove residências estudantes é 1.060. E no arranque do ano letivo de 2018 “provavelmente” vão estar mais 112 camas disponíveis, o que resulta num aumento de mais de 10%, avançou à Lusa fonte daquela instituição de Ensino Superior.
O reitor da Universidade do Porto, Sebastião Feyo de Azevedo, referiu no recente discurso a propósito da celebração do 106.º aniversário, em 23 de março, que estava em curso uma “grande intervenção na residência Alberto Amaral” e que aquelas obras iriam aumentar, “significativamente, o número de camas disponíveis aos universitários.
A residência Alberto Amaral, na rua D. Pedro V, tem atualmente capacidade para 220 camas, mas com o acréscimo de 112, chegará às 332 camas de capacidade original daquela residência.
“A empreitada encontra-se ainda em fase de concurso para intervenção” e, se não houver imprevistos durante o processo, “as obras deverão iniciar-se ainda este ano” de 2017, acrescentou a mesma fonte da U.Porto.
A empreitada insere-se no plano de investimentos de 45 milhões de euros para reabilitação patrimonial, que foi anunciada pelo reitor em 23 de março.
“Lançamos um programa inédito de reabilitação patrimonial, num plano que prevê investimentos de 45 milhões de euros, com vista a resolver sérios problemas pendentes relativos ao património edificado”, disse na altura.
Contactada pela Lusa para comentar o reforço, em mais de 10%, das camas em residências universitárias, a presidente da Federação Académica do Porto (FAP), Ana Luísa Pereira, disse ser “importante haver estes esforços”.
No atual ano letivo 2016/2017, um quarto para arrendar no Porto a um estudante do ensino superior custa entre 140 a 250 euros, mas há alojamentos para todas as carteiras que vão desde apartamentos T4 a mil euros/mês, até ‘suites’ em hostel por 240 euros.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

PUB
PD- Literarura Infantil