Sogrape

Obra de Louise Bourgeois fica em Serralves até novembro

Obra de Louise Bourgeois fica em Serralves até novembro

Depois da exposição “Deslaçar um tormento”, o trabalho de Louise Bourgeois vai continuar presente na cidade do Porto através da obra “Maman” (1999), que vai ficar patente no parterre central do Parque de Serralves até novembro, anunciou a Fundação.

Em causa, recorde-se, está “uma das esculturas de maior dimensão da artista”, uma aranha de aço e bronze, com oito esguias e gigantescas patas, que carrega, no abdómen, uma bolsa de ovos de mármore.

⁠Para Louise Bourgeois, a aranha representa a “metáfora da reparação”, uma vez que “tece a teia e repara-a pacientemente quando está danificada”. “Tal como uma mãe protege os seus filhos a aranha protege os seus ovos de todos os perigos externos”, lê-se no comunicado divulgado.

Simultaneamente, a artista entendia também a escultura como “um autorretrato”, que constrói a sua própria arquitetura a partir do seu corpo, tal como ela criava esculturas a partir do seu interior psicológico.

A exposição pode ser visitada de segunda-feira a domingo, entre as 10h00 e as 19h00.

Fotografia : Filipa Braga

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/diga-ola-ao-verao-com-a-sabe-bem/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=sabebem&utm_campaign=sabebem