Revista Sabe Bem 63

O porquê da crescente demanda por CBD

O porquê da crescente demanda por CBD

A planta da cannabis sativa é utilizada pelos seres humanos há milhares de anos. Foi vital para o desenvolvimento da indústria do papel na China e é consumida de forma recreativa em todos os continentes do mundo. No entanto, só recentemente passou a ser possível colher os benefícios desta poderosa planta através de óleos e cápsulas. Ao longo da última década, o canabidiol (CBD) tornou-se num dos produtos mais populares do planeta. Quem vende ou consome CBD já está a par dos seus vários benefícios, alguns dos quais têm vindo a ser destacados por cientistas do campo da investigação médica. Mas afinal, o que é o CBD e porque é que esta substância é tão vendida em todo o mundo?

Benefícios da cannabis sem as propriedades psicoativas

A cannabis sativa para consumo recreativo já é legal em vários países, mas nem todos apreciam as suas propriedades psicoativas. O consumo de cannabis dá origem a uma sensação de euforia e intoxicação que não agrada a todos. Contudo, e graças à indústria do CBD, já é possível obter todos os benefícios médicos da planta da cannabis sem ser exposto às suas propriedades psicotrópicas. Lojas online de venda de CBD como a Cibdol oferecem aos seus clientes a oportunidade de desfrutar de CBD através de óleos e de cápsulas. Ao contrário de outras substâncias que se encontram na cannabis, o CBD (que representa cerca de 40% dos extratos da planta) pode ser isolado e ingerido de forma segura e inofensiva. Mas a ingestão de CBD é mesmo importante para a nossa saúde?

O CBD é usado no tratamento de diversas doenças

Uma substância altamente estudada no seio da comunidade científica, o CBD tem um grande impacto na saúde daqueles que o consomem, e os seus benefícios encontram-se documentados em vários estudos. Para além de funcionar como um poderoso anti-inflamatório, possui ainda propriedades antioxidantes e pode funcionar como um ansiolítico. Por esse motivo, o CBD tem vindo a ser usado no tratamento de diversas doenças, que vão desde a artrite até à fibromialgia. A substância é ainda usada no tratamento de náuseas, doenças do coração, ou diabetes. Os benefícios do CBD não ficam por aqui. Este poderoso composto químico também tem sido utilizado no tratamento de várias doenças mentais, que vão desde patologias sérias como a esquizofrenia até mazelas de risco marginal, que incluem a insónia ou o vício do tabaco. São ainda eficazes para amenizar os sintomas da ansiedade, um dos flagelos de saúde mental mais comuns nas sociedades modernas. Por não possuir qualquer tipo de efeito psicoativo, o CBD não gera qualquer tipo de sintomas de paranoia, relativamente comuns entre fumadores de cannabis.

Um produto para aqueles que procuram um estilo de vida saudável

Ainda que o mercado europeu de consumidores de CBD esteja a crescer, a substância continua a ser principalmente popular nos Estados Unidos, país onde é regularmente utilizada pela comunidade médica. De acordo com Peter Grinspoon, um especialista da Universidade de Harvard, o CBD deve ser utilizado como suplemento e não como medicação. Por esse motivo, produtos como óleos ou cápsulas de CBD têm-se vindo a tornar cada vez mais populares entre aqueles que procuram um estilo de vida saudável, focado no equilíbrio mental e no bem-estar.

Artigo patrocinado

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/gastronomia-dos-acores-e-madeira-na-sabe-bem-de-outono/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=240921-ta5&utm_campaign=sabebem63

Viva! no Instagram. Siga-nos.