CMPorto

“O Artista” foi o grande vencedor em Hollywood

“O Artista” foi o grande vencedor em Hollywood

Em segundo plano surge, de imediato, “A Invenção de Hugo”, o primeiro filme em 3D de Martin Scorsese, que venceu nas categorias técnicas, arrebatando os Óscares de Melhor Fotografia, Melhor Direção Artística, Melhor Montagem de Som, Melhor Mistura de Som e Melhores Efeitos Visuais.
Relativamente à interpretação, ao lado do estreante Dujardin surgiu Meryl Streep, que somou o seu terceiro Óscar de Melhor Atriz com o desempenho em “A Dama de Ferro”. A americana junta-se, assim, à marca de três estatuetas conseguidas pelos atores Ingrid Bergman, Jack Nicholson e Walter Brennan, sendo apenas superada por Katharine Hepburn, com quatro.
Na categoria de Melhores Atores Secundários destacaram-se Christopher Plummer (“Beginners”) e Octavia Spencer (“As Serviçais”). O filme “Meia-Noite em Paris”, dirigido por Woody Allen e produzido pelo espabhol Jaume Roures, arrecadou o Óscar de Melhor Argumento Original.

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/um-regresso-saboroso-com-a-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=23092022-edicao69utm_campaign=sabebem