PUB
Recheio 2024 Institucional

Nuno Espírito Santo já foi apresentado como novo treinador dos ‘dragões’

Nuno Espírito Santo já foi apresentado como novo treinador dos 'dragões'

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
Nuno Espírito Santo, antigo guarda-redes do FC Porto, é o treinador eleito pelo clube portista para inverter a época passada e acrescentar títulos à recente página em branco no seu historial. O novo técnico foi apresentado esta quarta-feira à tarde no Estádio do Dragão.

O ex-treinador dos espanhóis do Valência, que assinou por duas temporadas, tem como missão recuperar o clube de uma época vazia de títulos, que terminou com os ‘azuis e brancos’ no terceiro lugar da I Liga.
A Nuno Espírito Santo, que substitui José Peseiro, que por sua vez tinha rendido o espanhol Julen Lopetegui, em janeiro passado, é pedido que recoloque o clube na senda dos títulos, após o jejum ao longo das últimas três épocas, em que a exceção foi a conquista da Supertaça de 2013/14, por Paulo Fonseca.
O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, destacou, durante a apresentação, a “confiança na capacidade” de Nuno Espírito Santo devolver o clube aos títulos de futebol, considerando que o antigo guarda-redes é o treinador ideal para a missão.
“O que nos leva a escolher um treinador é confiar na sua capacidade para desenvolver o trabalho que se lhe pede, poder de liderança, a sua capacidade para poder fazer evoluir os jogadores e, sobretudo, regressar às vitórias”, resumiu o presidente.
Na apresentação do novo técnico para as próximas duas épocas, o dirigente destacou a unanimidade da SAD na escolha do substituto de José Peseiro, quando foi assumido o fim de ciclo do anterior treinador, garantindo que nenhum outro técnico foi contactado.
“Tive o prazer de ter a sua aceitação imediata. Estou muito feliz por saber também que foi por poucos dias, porque abdicou de outros convites que poucos hesitariam em aceitar. Abdicou para vir para o FC Porto, sem saber sequer em que condições”, contou.
Pinto da Costa sublinhou que “estamos aqui não por força do destino, mas por força da razão e daquilo que pretendemos para o FC Porto. E o que pretendemos são vitórias com grande dedicação, dignidade, trabalho e união.”

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

PUB
PD- Literarura Infantil