CMPorto

Número de incêndios em Portugal pode disparar

Número de incêndios em Portugal pode disparar

A conclusão é da plataforma Fixando, que, num inquérito realizado a uma amostra de 600 famílias verificou que 25.45% dos portugueses ainda não realizou o serviço de limpeza de terrenos. Um número considerado “crítico”, considera, uma vez que o país está em alerta laranja devido ao calor, com temperaturas que, em algumas regiões, podem chegar aos 40 graus.

Segundo a informação divulgada, a dificuldade em encontrar um profissional (40%), falta de rendimentos (20%), falta de disponibilidade (20%) e impossibilidade de se deslocar ao local devido à pandemia de covid-19 (20%) foram os principais motivos apontados pelos inquiridos.

Além disso, constatou o inquérito, os terrenos que não contaram com este serviço localizam-se, sobretudo, no Norte (35.29%), em Lisboa e Vale do Tejo (35.29%), no Alentejo (17.65%) e no Centro (11.76%).

Os dados foram recolhidos entre os dias 6 e 11 de julho.

De referir que o Governo declarou, na quinta-feira, a situação de alerta em Portugal Continental devido às previsões meteorológicos para os próximos dias que apontam para um “significativo agravamento do risco de incêndio rural”.
A situação de alerta abrange o período compreendido entre as 00h00 de sexta-feira e as 23h59 de domingo, avançou o Ministério da Administração Interna (MAI).

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=052022-postadecorvina&utm_campaign=sabordomes

Viva! no Instagram. Siga-nos.