PUB
CMPorto

Nova estratégia para limpeza de resíduos no Porto aprovada

Nova estratégia para limpeza de resíduos no Porto aprovada
O novo modelo, aprovado esta terça-feira, vai estender-se a toda a cidade do Porto e passará pela varredura e recolha de lixo indiferenciado, feita pelos serviços da autarquia.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

Com este novo sistema, a Câmara do Porto pretende ser uma referência nacional e internacional em termos de sustentabilidade nos resíduos, limpeza urbana e na reciclagem.
A nova solução foi desenvolvida após ano e meio de estudos que a autarquia efetuou com a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) e foi apresentada ao executivo esta manhã, pelo vereador da Inovação e Ambiente, Filipe Araújo.
Filipe Araújo acredita que existe um “potencial de crescimento de reciclável, dado que mais de 70% do indiferenciado é potencialmente reciclável.”
Por outro lado, a autarquia defende que este novo modelo vai, com as alterações que se preparam, diminuir a “pegada ecológica” da cidade, nomeadamente através da utilização de frotas mais sustentáveis e através de um sistema tecnológico de monitorização e operacionalização.
Atualmente, a varredura, a recolha de indiferenciados e de reciclados estão concessionados a duas empresas privadas em 50% da cidade.
Rui Moreira acusou os comunistas de apenas quererem transparência naquilo que não controlam e de serem contra o municipalismo.
A CDU foi a única força política a votar contra a proposta de acabar com as concessões na recolha de resíduos urbanos e criar um novo sistema que passa pela constituição de uma empresa municipal.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

PUB
Pingo Doce- Revista Sabe Bem